Conteúdo editorial apoiado por

Boa Safra acirra disputa no mercado de sementes em MT com novo CD

Companhia adquiriu uma área de 50 mil metros quadrados em Campo Novo dos Parecis para levantar sua terceira unidade no Estado

Alexandre Inacio

Área onde será instalada o novo centro de distribuição de sementes da Boa Safra, em Campo Novo dos Parecis (Foto: Divulgação)

Publicidade

A Boa Safra (SOJA3) quer ampliar seu domínio sobre o mercado de sementes do maior Estado produtor de grãos do Brasil. A companhia iniciou a construção do seu segundo centro de distribuição em Mato Grosso, onde também já possui uma unidade de beneficiamento de sementes.

A nova unidade será instalada em Campo Novo dos Parecis, a 400 quilômetros a noroeste de Cuiabá, em uma área de 50 mil metros quadrados. Hoje, a companhia já tem um centro de distribuição em Lucas do Rio Verde – a 350 km ao norte da capital –  e uma unidade de beneficiamento em Primavera do Leste – 230 km a leste de Cuiabá.

A expectativa da companhia é que a nova unidade entre em operação até o fim de agosto de 2024, com uma capacidade para armazenar 13,3 mil bags de sementes. As câmaras frias, sozinhas, ocuparão uma área de 6 mil metros quadrados, dos 9.375 da área total construída.

“O CD cada vez mais perto do agricultor possibilita a retirada mais próximo ao plantio, assegurando o acondicionamento em local adequado e evitando a perda de qualidade”, disse em nota Glaube Caldas, diretor de operações da Boa Safra.

O movimento da Boa Safra com o novo centro de distribuição segue a estratégia de crescimento desenhada pela companhia. Em recente entrevista ao IM Business, o CEO Marino Colpo disse que pretende ser um consolidador do ainda pulverizado mercado de sementes do Brasil.

Marino Colpo, CEO da Boa Safra Sementes (Do Zero ao Topo/InfoMoney)

Líder no mercado nacional com 8,5% de participação, a meta é alcançar de 14% a 15% até 2027. Hoje, em Mato Grosso, a Boa Safra já domina cerca de 15% da venda de sementes de soja, em um Estado que planta 12 milhões de hectares. Só com o novo CD, a expectativa é atender 2 milhões de hectares.

Depois de apresentar um resultado trimestral acima das expectativas do mercado e o melhor desempenho anual de sua história, a Boa Safra já se antecipou para garantir recursos para seu projeto de expansão. A empresa anunciou a contratação para preparar uma potencial oferta de ações, capaz de levantar R$ 200 milhões.

Entre 2021 e 2023, a Boa Safra já investiu mais de R$ 500 milhões para ampliação de sua estrutura. Hoje, em operação, a companhia possui 10 unidades industriais, entre centros de distribuição e fábricas de beneficiamento de sementes.

Newsletter

IM Business Agro

Inscreva-se na newsletter e receba análises exclusivas sobre tudo que movimenta o universo do agronegócio, além de uma curadoria com o que de melhor aconteceu ao longo da semana

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.