Conteúdo editorial apoiado por

Activision Blizzard pagará mais de US$ 50 milhões para resolver ação judicial

Departamento processou a empresa em meados de 2021, alegando que sua liderança ignorou inúmeras reclamações de funcionários sobre assédio sexual, discriminação e disparidade salarial

Estadão Conteúdo

Publicidade

A Activision Blizzard concordou em pagar mais de US$ 50 milhões para resolver um processo judicial de alto nível movido por um órgão regulador da Califórnia. O processo ajudou a estimular a aquisição da empresa de videogames pela Microsoft em outubro, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

O Departamento de Direitos Civis da Califórnia processou a Activision em meados de 2021, alegando que sua liderança ignorou inúmeras reclamações de funcionários sobre assédio sexual, discriminação e disparidade salarial.

Na sexta-feira, o departamento disse que o acordo resolve as alegações de que a Activision discriminava as mulheres na empresa, inclusive negando oportunidades de promoção e pagando a elas menos do que os homens por fazerem um trabalho substancialmente semelhante.

Se finalizado, o acordo seria o segundo maior do órgão estadual, atrás de um acordo de US$ 100 milhões com a Riot Games, uma fabricante de videogames de menor porte da Califórnia, por suposta discriminação de gênero. A Riot pediu desculpas após o anúncio do acordo.

Um representante da empresa não se pronunciou imediatamente. Os comentários da agência foram feitos depois que o The Wall Street Journal noticiou o acordo.

IM Business

Newsletter

Quer ficar por dentro das principais notícias que movimentam o mundo dos negócios? Inscreva-se e receba os alertas do novo InfoMoney Business por e-mail.

Preencha o campo corretamente!
E-mail inválido!
Preencha o campo corretamente!
Preencha o campo corretamente!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.