Em bradesco

Bradesco tem lucro de R$ 5,16 bilhões no 2º trimestre, alta de 9,7%

Na comparação com os três meses anteriores, quando a cifra ficou em R$ 5,102 bilhões, cresceu 1,2%

agência e logo do Bradesco
(Divulgação)

O Bradesco (BBDC4) anunciou nesta quinta-feira, 26, lucro líquido recorrente de R$ 5,161 bilhões no segundo trimestre deste ano, cifra 9,7% maior que a registrada no mesmo intervalo de 2017, de R$ 4,704 bilhões. Na comparação com os três meses anteriores, quando a cifra ficou em R$ 5,102 bilhões, cresceu 1,2%.

O lucro líquido recorrente ficou em linha com as projeções do mercado, que apontaram para o valor de R$ 5,067 bilhões, conforme a média de sete casas consultadas pelo Prévias Broadcast (BTG Pactual, Credit Suisse, Goldman Sachs, Morgan Stanley, XP e duas que preferiram não serem identificadas).

Prévias Broadcast considera que o resultado veio em linha com as estimativas quando a variação para cima ou para baixo é de até 5%.

“A evolução do lucro líquido tanto no comparativo trimestral como anual foi impulsionada pela boa performance de nossas receitas de prestação de serviços e resultado das operações de seguros, previdência e capitalização”, destaca o banco em relatório que acompanha as suas demonstrações financeiras.

De janeiro a junho, o lucro líquido recorrente do Bradesco somou R$ 10,263 bilhões, montante 9,7% superior ao registrado na primeira metade de 2017, quando foi a R$ 9,352 bilhões.

O Bradesco lembra ainda, no documento, que ocorreram novamente reduções nas despesas com provisões a devedores duvidosos no conceito expandido, a partir da melhora dos principais indicadores de qualidade da carteira de crédito. “Estes fatores também foram os motivadores da importante evolução do resultado operacional nos períodos”, acrescenta a instituição.

 

Contato