Em bradesco

Bradesco vê lucro crescer 18% no 2° tri para R$ 4,473 bilhões

Excluindo efeitos extraordinários, o lucro foi de R$ 4,504 bilhões, ligeiramente acima do esperado; a média das projeções compiladas pela Bloomberg apontavam para lucro recorrente de R$ 4,402 bilhões

Bradesco_Bloomberg

SÃO PAULO - O Bradesco (BBDC4), segundo maior banco privado do país, informou  nesta quinta-feira (30) lucro líquido de R$ 4,473 bilhões no segundo trimestre, crescimento de 18,4% frente a igual período do ano anterior.

Excluindo efeitos extraordinários, o lucro da instituição foi de R$ 4,504 bilhões entre os meses de abril a julho, aumento também de 18,4% sobre um ano antes. A média das projeções compiladas pela Bloomberg apontavam para lucro recorrente de R$ 4,402 bilhões.

Além do resultado, o banco informou nesta manhã que revisou suas projeções de crescimento para o ano. O Bradesco alterou a faixa entre 6% a 10% a expectativa para margem financeira de juros para 10% a 14%. As projeções para carteira de crédito, receita de prestação de serviços, despesas operacionais e receita de prêmios de seguros foram mantidas.

 

Contato