Em bloomberg / mercados

PGN investe R$ 1,5 bi para elevar suprimento de gás natural

Projetos incluem cinco campos no nordeste do país

Schulemberger

(Bloomberg) – A Parnaíba Gás Natural SA, a maior produtora independente de gás natural do Brasil, vai investir R$ 1,5 bilhão (US$ 500 milhões) em projetos que incluem cinco campos no nordeste do país.

A produtora, financiada pela Cambuhy Investimentos, que tem como um dos parceiros o bilionário Pedro Moreira Salles, espera elevar a produção em 71 por cento, para 8,4 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia até julho de 2016, disse Henrique Rzezinski, vice-presidente de relações institucionais.

“Nossas análises têm comprovado o potencial de produção de gás da região”, disse Rzezinski por e-mail.

A PGN, nome pelo qual a produtora com sede no Rio de Janeiro é conhecida, emergiu da queda do conglomerado de mineração e energia de Eike Batista quando a Cambuhy acertou ficar com os ativos de gás natural do empresário brasileiro horas antes do pedido de recuperação judicial em outubro de 2013.

A companhia, que é a quarta maior operadora de campos de petróleo e gás do Brasil, tem um contrato de longo prazo para fornecer o combustível fóssil a quatro usinas termelétricas da Eneva SA no Maranhão.

A PGN obteve no início deste mês uma licença ambiental para construir um oleoduto de 40 quilômetros ligando os campos de Gavião Branco a uma planta de tratamento de gás no Maranhão.

Pedro Moreira Salles é o presidente do conselho do Itaú Unibanco Holding SA, que tem sede em São Paulo e é o maior banco da América Latina em valor de mercado.

 

Contato