Sociedade, Economia e Política
Economia
Pedro Paulo Silveira

O PIB vai derreter os 2,5% nesse ano

Por Pedro Paulo Silveira

O Banco Central divulgou hoje o seu índice de atividades, o IBC-Br, de julho. Ele sugere uma queda de 0,58% no mês, 1,89% no trimestre e de 2,58% no ano. Ainda que a pesquisa do BC não seja divulgada de forma detalhada, ela serve como uma estimativa para a taxa do PIB trimestral do segundo trimestre. Se a pesquisa do BC estiver correta e se o modelo que uso está bem calibrado, é de se acreditar que o PIB tenha caído 2,10% no segundo trimestre em relação ao primeiro.

Leia Mais

Mais de 6% de queda em Xangai

Por Pedro Paulo Silveira

A bolsa de Xangai voltou a apavorar os mercados nessa madrugada. Caiu 6,15% e empurrou as ações de países emergentes para baixo. Após o anúncio da queda de mais de 40% nas vendas de aços planos no Brasil, a Bovespa intensificou sua queda. Com um mundo cada vez mais instável e com a política doméstica jogando mais ruído, a bolsa deve continuar caindo.

Leia Mais

O Real é a terceira moeda mais desvalorizada em doze meses

Por Pedro Paulo Silveira

O ciclo de forte alta das commodities e de desvalorização do dólar, que coincidiu com um período de ouro dos emergentes, está pela "hora da morte". Todas as principais moedas de países avançados ou de emergentes se desvalorizaram frente ao dólar e refletem a fraqueza da economia global, que deve ter a pior taxa de crescimento desde 2009. O Brasil, que se beneficiou bastante desse ciclo, está com o real em desvalorização de mais de 150% desde 2011. Mas o saldo do balanço de transações correntes mostra que o câmbio ainda n]ao está permitindo um ajuste satisfatório.

Leia Mais

O corre-corre continua nos mercados globais

Por Pedro Paulo Silveira

Mais um dia de corre-corre nos mercados globais em decorrência da desvalorização do yuan chinês. O derretimento das bolsas e dos juros mostra que as chances de estagnação da economia global estão se materializando. Além da queda da produção industrial chinesa, tivemos a divulgação dos resultados do varejo em junho no Brasil. O varejo acumula uma queda de 2,2% no ano, mostrando que o Consumo das Famílias está sendo fortemente afetado. A recessão está se aprofundando.

Leia Mais

Porque a moeda chinesa disparou uma onda de histeria

Por Pedro Paulo Silveira

Hoje o Banco do Povo da China desvalorizou o yuan em quase dois por cento e quase levou os mercados à histeria. Após apreciar-se quase 40% frente ao euro, o governo chines dá um recado de que quer mudar as regras do jogo. Agora está em ação um movimento não cooperativo de desvalorizações cambiais que pode sabotar os esforços de qualquer país de fugir da crise. Em particular, o Federal Reserve, dos EUA, pode ser obrigado a abortar seus planos de começar a voltar à "normalidade".

Leia Mais

FOCUS chega a -2% para o PIB e 9,5% para o IPCA

Por Pedro Paulo Silveira

Hoje o mercado, por meio do relatório FOCUS, informa que suas expectativas chegaram, finalmente, a níveis compatíveis com as minhas projeções efetuadas desde o início do ano. Teremos uma queda de cerca de 2% do PIB, inflação acima de 9,0% e Selic em 14,25%. Tudo isso ocorre em função de vários fatores que concorreram local e globalmente para o derretimento da demanda. Tal como propus em julho do ano passado, a situação econômica deve ficar estagnada até 2017. Em certa medida, isso confirma que o mercado esteve "behind the curve".

Leia Mais

Com a crise contida na Europa, qual será o novo gatilho?

Por Pedro Paulo Silveira

A Grécia aprovou o pacote de austeridade que a habilita a assinar um novo acordo de resgato com o Eurogrupo. Merkel e Schäuble não estavam interessados na manutenção da Grécia na Zona do Euro e, tampouco, na recuperação do país. A questão era política: derrotar o Syriza a qualquer custo. Talvez tenham obtido vitória nisso e alguma tranquilidade no curto prazo, mas a austeridade do novo plano empurrará a situação da Grécia para um patamar ainda mais grave. Ao mesmo tempo as empresas dos EUA começam a anunciar seus resultados e isso será importante para entender como o equilíbrio atual afetou as maiores empresas do planeta. É na Estabilidade que é gerada a Instabilidade.

Leia Mais

Varejo derrete 0,9% no mês e 2% no ano

Por Pedro Paulo Silveira

A Pesquisa Mensal do Comércio de maio mostra que o mercado ainda está modesto em sua avaliação de queda de 1,5% do PIB, segundo a pesquisa Focus do BC. Os dados do varejo mostram que as famílias estão passando um enorme aperto, reduzindo até mesmo suas compras de supermercado, como efeito do desemprego, da queda da renda, da confiança e do crédito. Como todos os eventos apontam na mesma direção, a queda do PIB só pode ser pior a cada trimestre, chegando aos 2,2% que projeto sem muita dificuldade. Outra evidência da pesquisa: alocar poupança nos setores de varejo, siderurgia, mineração e construção civil, apesar de tentador ainda é muito arriscado.

Leia Mais

China em seu momento Kalecki (1)

Por Pedro Paulo Silveira

Apesar dos mercados europeus estarem animados com um acordo para a Grécia, não houve um movimento realmente convincente nesse sentido. É necessário ter muita cautela ao abordar esse tema por conta dos interesses políticos que o norteiam. Quanto à China, fica claro que o país está em uma trajetória de crescimento mais reduzido que o anterior, de 7% e não de 12%. Uma das causas é exatamente o excesso de investimentos feitos em mais de uma década. Essa mudança de padrão confirma a queda das COMMODITIES, o que vai exigir muita mudança estrutural nos setores que as produzem.

Leia Mais

Os mercados estão realizando suas profecias

Por Pedro Paulo Silveira

Há modelos macroeconômicos que avaliam crises que são originadas nas profecias que os próprios agentes criam e realizam. Uma delas é a das crises fiscais: o mercados passam a desconfiar tanto de uma dívida que ao fugir dela a tornam tão instável que ela passa a ser insustentável ao longo do tempo. Esse modelo vale para os mercados acionários, de dívidas e de moedas. Pelas quedas globais de hoje parece que algumas da profecias que o mercado fez estão se realizando.

Leia Mais

Perfil do blogueiro

Economista pela FEA-USP, CNPI, atua no mercado financeiro desde 1983 e hoje exerce funções de análise econômica e de valores mobiliários. pepa2906@gmail.com