Como um trader se mantem vencedor no mercado?

A única forma de nunca morrer é nunca ter nascido e, fazendo uma analogia, a única forma de nunca perder na bolsa de valores é nunca investir nela.
Blog por Caio Sasaki  

Na bolsa de valores não existe fórmula mágica, pois todo retorno é acompanhado de risco proporcional. Isto na melhor das hipóteses, porque se alguém quiser assumir muito risco para obter pouco retorno não é preciso muito esforço. E esta afirmação não é minha. Ela já foi exaustivamente estudada e teorizada através do famoso modelo de Markowitz, até hoje amplamente empregado na gestão de carteiras por gestores do mundo inteiro. Ok, mas o que isto tem a ver com trade?

Em tese, da mesma forma como não dá para obter alto retorno assumindo baixo risco numa carteira de ações, também não dá para fazer o mesmo num único ativo. Será? O mercado vive apresentando distorções, de tal forma que é possível efetuar operações com retorno desproporcional ao risco. Um exemplo disso era o mercado de opções que vivia apresentando distorções favoráveis para quem soubesse precifica-las adequadamente. Outro exemplo foi o fim do mercado viva-voz de Índice Futuro, em que era possível arbitrar com o mercado eletrônico em cima de grandes distorções. Da mesma forma como houve brechas no passado, vai continuar havendo no futuro, mas a grande questão é que nenhuma destas incríveis oportunidades dura para sempre. E o que funciona muito bem hoje pode não funcionar amanhã ou, aliás, pode nunca mais voltar a funcionar. É inevitável, cedo ou tarde, todo trader erra! Na verdade o investidor que fez apenas algumas operações, todas bem sucedidas, e decidiu deixar o mercado depois disso, pode se gabar de nunca ter perdido dinheiro neste negócio (neste caso foi pura sorte, o indivíduo sabe disso, e justamente por este motivo abandonou o barco. Nenhum ser humano em sã consciência abandona um negócio rentável por nada).

Então, se toda estratégia tem vida útil, às vezes bem curta, o que mantém um especulador ganhando dinheiro no mercado por um longo período? Em primeiro lugar, definitivamente, é uma gestão de risco bem elaborada somada a disciplina e condições emocionais para colocar o plano em prática. Com isto o trader ainda perde dinheiro quando sua estratégia deixa de surtir efeito no mercado, mas perde pouco, de forma controlada. Em segundo lugar não apenas o domínio de um conjunto de estratégias, mas o hábito de identificar novas oportunidades e desenvolver novas táticas. E que fique claro, isto precisa ser um hábito, pois o mercado é dinâmico e está em constante mudança.

É, eu sei, dá muito trabalho e parece complexo. E, de fato, é tudo verdade! Por isto recomendo que, casa não haja disposição para se desenvolver nestas frentes, terceirize a gestão do seu capital através de um fundo ou seguindo recomendações de um analista, por exemplo, e procure por um assessor de investimentos que possa lhe ajudar a escolher bons produtos financeiros.

Claro que, apesar da complexidade e esforço demandado, existem pontos positivos fantásticos em ser trader, mas deixo este assunto para um outro post.

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil do blogueiro

É trader, formado em Física pela USP e chegou a fazer mais de 300 operações por dia na Nasdaq e na Bolsa de Nova York. Foi estrategista em instituições como Citibank, Interfloat e XP Investimentos e hoje dedica parte de seu tempo para formar traders independentes. contato@sasakitraders.com.br