O medo de perder e a vontade de ganhar

Sabe quando o trader entra na operação disposto a fazer de tudo para não perder, e acaba acontecendo o que ele mais temia? Mantidas as devidas precauções, nosso papel é buscar o avanço, nunca evitar o retrocesso.
Blog por Caio Sasaki  

O clima de copa evidencia um comportamento muito comum em campo que reflete a fragilidade psicológica de muitos jogadores e ainda permite uma fantástica analogia com o mundo dos trades. Muitas vezes um time entra em campo, encerra o primeiro tempo com um gol suado, depois volta no segundo tempo com toda a equipe retraída, na expectativa de manter o resultado do primeiro tempo. Com esta deixa o time adversário segue ofensivo, pois, já que está em desvantagem, não tem outra saída a não ser atacar. Não raramente o time que encerra o primeiro tempo perdendo vira o jogo e termina a partida como vencedor.

Este receio de perder está presente em alguns jogadores, às vezes em times inteiros, e é tão frequente que o ex-treinador da seleção brasileira, Wanderley Luxemburgo, certa vez declarou: o medo de perder tira a vontade de ganhar. Poucas frases expressam tão bem um dos pontos críticos de muitos traders: a preocupação excessiva com perdas. Este excesso de cautela induz muitos investidores a buscarem a técnica perfeita, o setup a prova de erros, a plataforma mais rápida, os melhores gurus, tudo na tentativa de reduzir as perdas a zero.

Infelizmente esta atitude corre contra a essência do mercado de capitais, estudada exaustivamente e impressa no famoso modelo de Markowits, de que retornos maiores vêm acompanhados de riscos maiores também. Simples assim. Não há trade a prova de erros!

Só existe um único jeito de nunca perder dinheiro em operações na bolsa de valores: não operar. Por isso uma disciplina rigorosa e gestão de risco afiada são aliadas poderosas de qualquer investidor, e jamais devem ser deixadas de lado. Somente assim é possível almejar voos cada vez mais altos sem se preocupar com a queda, pois esta é parte natural da rotina de um especulador.

Portanto, o bom trader mantem a sua estratégia inalterada caso ela esteja dando resultados positivos. E, se fosse um jogador ou time de futebol, manteria sua tática ofensiva independentemente de ter marcado de ter marcado um gol no primeiro tempo. Aliás, mais do que uma vitória, ele provavelmente ambiciona uma goleada!

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil do blogueiro

É trader, formado em Física pela USP e chegou a fazer mais de 300 operações por dia na Nasdaq e na Bolsa de Nova York. Foi estrategista em instituições como Citibank, Interfloat e XP Investimentos e hoje dedica parte de seu tempo para formar traders independentes. contato@sasakitraders.com.br