A importância do perfil comportamental para um trader

Muitos traders buscam soluções para aperfeiçoar seus resultados no mercado, e esta atitude é mais que correta! Porém, são raros aqueles que se perguntam sobre a possibilidade de suas falhas residirem numa característica psicológica, e não técnica.
Blog por Caio Sasaki  

Será que existe um perfil comportamental específico e adequado para um trader? A pergunta faz sentido se observarmos o comportamento de diversos investidores – especialmente aqueles ainda em fase inicial que não conseguem obter resultados consistentes. E não me refiro à disciplina, pois qualquer perfil, do introspectivo ao impulsivo, tem capacidade de se disciplinar. Embora alguns tenham mais facilidade que outros, a disciplina pode ser estimulada pelo desejo de cumprir metas e atingir objetivos. Neste caso cada um pode reagir de uma forma diferente ao mesmo estímulo. Mas, voltando à indagação, será que existem pessoas sem talento para investir com eficiência?

Acredito que todos são capazes!

Por exemplo, pessoas impulsivas, que não se atêm muito a dados específicos, com pouco talento analítico e que se dispersam fácil não compõem exatamente o perfil desejado para um day trader. Será? Já conheci traders que detêm tais características e são muito bem sucedidos. Por outro lado, já encontrei day traders altamente analíticos, criteriosos, precisos, regrados, exigentes e concentrados, mas que não conseguiam desempenhar bem seu papel. Aliás, é comum pessoas com este perfil deixarem de entrar nas operações justamente por analisar demais. E digo isto por experiência própria!

Nas faculdades que abordam o mercado financeiro, ou mesmo os diversos cursos voltados para investidores, é bem comum tratarem de temas relacionados a finanças comportamentais e o aspecto emocional nos investimentos. Muitos falam da importância deste ponto, ressaltam aspectos relevantes e técnicas para contornar impasses de natureza comportamental, mas poucos realmente levam em conta a complexidade do assunto. A maioria das soluções propostas é genérica e releva as características individuais de cada pessoa.

Eu, particularmente, creio que exista um comportamento favorável e desejável para cada modalidade de investimentos, inclusive day trade. E acredito mais ainda que é possível modelar o comportamento e desenvolver as características desejáveis para se adequar a praticamente qualquer perfil pretendido. Este é o primeiro tópico que abordo quando trato do assunto “profissão trader”. Contudo, não apostaria na mesma solução para pessoas diferentes. Exigir que pessoas diferentes ajam exatamente da mesma forma para buscar um perfil em comum é o mesmo que acreditar que uma pessoa em Porto Alegre e outra em Manaus cheguem em Salvador caminhando no mesmo sentido. Em outras palavras, necessidades diferentes, requerem medidas diferentes.

Estudos complexos e detalhados vêm sendo desenvolvidos e aperfeiçoados há décadas e aplicados, através de coachings, por exemplo, em diversas pessoas para adequá-las a cargos corporativos, como diretoria e presidência. Outra aplicação comum visa “mapear” e promover mudanças estruturais de perfil comportamental para suas vidas pessoais. Partindo deste ponto, não é difícil concluir que muitos traders necessitam deste tipo de orientação. Para a maioria não há dúvidas de que a questão emocional, comportamental e psicológica constitui um dos pontos mais relevantes e complexos para o sucesso de um trader. Mas são raros aqueles que dão devida atenção ao assunto.

Enquanto isso, soluções milagrosas e menos complicadas continuam sendo vendidas aos lotes no mercado.

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil do blogueiro

É trader, formado em Física pela USP e chegou a fazer mais de 300 operações por dia na Nasdaq e na Bolsa de Nova York. Foi estrategista em instituições como Citibank, Interfloat e XP Investimentos e hoje dedica parte de seu tempo para formar traders independentes. contato@sasakitraders.com.br