Europa, bola da vez?

Deixando o Brasil e a política um pouco de lado, é importante entender o que está acontecendo no resto do mundo no momento.
Blog por Livia Mansur  

O Banco Central Europeu surpreendeu o mercado no dia 4 de setembro cortando ainda mais os juros e anunciando a recompra de ativos no mercado. Mas será necessário aguardar até o dia 2 de outubro pra ter mais detalhes do programa de recompra. O mercado obviamente reagiu com queda do yield (pagamento de juros) dos papéis de renda fixa e alta das ações.

A maioria dos especialistas do mercado acredita que o programa de estímulos europeu não será tão forte e longo quanto o americano, e os recentes anúncios são uma tentativa de ganhar tempo, na expectativa de melhorar a situação macroeconômica. Vale lembrar que a União Europeia atravessa um período de alto desemprego, baixo crescimento e risco de deflação.

O aumento de liquidez tende a gerar uma desvalorização da moeda europeia. Inclusive, algumas casas internacionais indicam, em um cenário mais extremo, uma cotação para o final de 2014 próxima a US$ 1,22 o Euro. O que representaria uma queda de quase 6% em relação aos patamares atuais.

Em levantamento feito pela ECR (empresa de research europeia) com as top 30 gestoras do mundo, o investimento mais recomendado para os clientes em sugestões de carteiras são as ações europeias, seguido das ações americanas.

Fique atento, e bons investimentos!

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil do blogueiro

É especialista em alocação de recursos de clientes de alta renda e tem 10 anos de experiência no mercado financeiro. blogliviamansur@gmail.com