Quais são os investimentos "queridinhos" dos milionários brasileiros?

Saiba quais são os investimentos financeiros mais procurados pelos clientes de alta renda e veja o que pode ser adaptado para sua carteira.
Blog por Livia Mansur  

Diferentemente dos investidores PF tradicionais, os investidores de alta renda costumam investir de forma muito parecida entre eles. Por isso, recentemente fiz um levantamento com vários private bankers e alguns gestores de multi-family offices e enumerei os investimentos “queridinhos” dos investidores brasileiros de alta renda:

1-      Investimentos diretos em ativos de renda fixa

Quando, em abril de 2013, o limite de garantia do FGC subiu de R$ 70 mil para R$ 250 mil por CPF e por emissor, eles foram os primeiros a encher suas carteiras de investimentos com proteção do FGC. Diferentemente do restante dos Brasileiros que investe muito em fundos de Renda Fixa (46% de todos os investimentos em fundos segundo o ultimo relatório da Anbima) eles entendem que muitos dos benefícios concedidos, como garantia ou isenção fiscal, só são aplicáveis para investimentos diretos. Por isso, os investidores de alta renda, que têm uma parcela relevante dos investimentos em renda fixa, preferem os investimentos diretos, sem taxas de administração, com garantia e com isenção fiscal. Eles têm proporcionalmente apenas a metade da exposição à fundos de renda fixa do que o restante da população.

2-      Fundos multimercados de gestores renomados

Apesar de não enxergarem muito valor em pagar taxa de administração em fundos de Renda Fixa, os investidores de alta renda estão dispostos a pagar, em geral, 2% ao ano sobre seu patrimônio mais 20% de taxa de performance, para aplicar em fundos multimercados (que operam em todos os mercados) de gestores renomados. Eles esperam assim que, mesmo com todos os custos, o gestor seja capaz de agregar valor a carteira. Por isso, diferentemente do varejo que não tem nem 10% dos seus fundos classificados como multimercados, os clientes private têm quase 50% dos fundos da carteira em fundos multimercados, segundo o ultimo relatório da Anbima. Escolhem terceirizar a gestão mais sofisticada de suas carteiras.

3-      Investimentos no exterior

Os investidores em geral acordaram para a necessidade de investimentos no exterior faz pouco mais de 2 anos, quando viram o mercado de ações americano performar bem melhor do que o mercado brasileiro. Mas os investidores de alta renda já investem uma parcela de seus recursos no exterior há muitos anos. E, apesar das recentes regras um pouco mais amplas de investimento no exterior via produtos locais, os investidores de alta renda preferem investir diretamente no exterior. Pois o foco não está apenas da diversificação para melhorar a eficiência do portfólio, mas também na proteção e segurança. Muitos estão preocupados com a situação econômica do país e as possíveis implicações da eleição esse ano.

 

Os clientes de alta renda são mais exigentes quando o assunto é investimentos. É claro que eles têm acesso a produtos, taxas e investimentos diferenciados. Mas olhar o que aonde eles andam investindo pode ser uma boa “dica” para os investidores em geral.

Observe, avalie e bons investimentos!

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil do blogueiro

É especialista em alocação de recursos de clientes de alta renda e tem 10 anos de experiência no mercado financeiro. blogliviamansur@gmail.com