Plano Diretor #1: Previsões de aumento de preço estão prestes a acontecer

Com a chegada do novo plano diretor, o aumento dos preços dos imóveis será inevitável.
Blog por Andressa Valli  

Há um ano, a Gafisa previa um considerável aumento nos preços dos imóveis, por conta das condições impostas por este plano.

A exemplo desta previsão, o vice-presidente de legislação urbana do SECOVI-SP, Ricardo Yazbek, também afirmou em entrevista que uma das novas regras do Plano Diretor, que limita prédios fora das áreas de corredores de transporte à até oito andares, aumentaria os custos da construção, já que obras mais baixas tem menor escala de produção e, por consequência, menor aproveitamento do terreno. Com isso, o preço final seria maior, o que ocasionaria aumento dos preços.

“Não nos parece razoável que, numa penada, haja uma determinação de limitar a altura para 88% da cidade”, afirma Yazbek, do Secovi-SP, citando cálculos da entidade. [Fonte: Folha de S. Paulo, Cotidiano, 16/03/14]

Outra questão considerada um “tiro no pé do consumidor”, é a restrição de garagens. A ideia seria a de incentivar e estimular o uso dos transportes públicos, no entanto, a outra ponta (o próprio transporte público, em si), não tem recebido as melhorias e ampliações necessárias para acolher a esta demanda que a própria prefeitura tem criado.

Com isso, gera-se outra perspectiva de aumento de preços nos imóveis: os que estão sendo lançados hoje e que ainda não foram construídos diante destas regras.

São imóveis próximos aos corredores de transporte público, com número de garagem de acordo com o número de dormitórios e com maior número de andares, o que se tornará a famosa “mosca branca” em alguns meses.

A oportunidade de comprar um imóvel compatível com suas necessidades e em regiões com facilidades de transporte, é agora. E só agora. Com o novo Plano Diretor, dentro de alguns meses, os compradores terão que escolher entre morar perto dos corredores de transporte público ou ter vagas de garagem.

 

Evento Gafisa

Dia 07 de março, com vista em vender o que podem ser suas últimas unidades produzidas antes do Plano Diretor vigorar, a Gafisa planeja um evento onde arcará com a sua já conhecida campanha de TAXA ZERO, que isenta o comprador das taxas de INCC durante o período de construção e oferecerá todas as suas unidades. Esta pode ser a última oportunidade aos compradores de possuírem imóveis em prédios acima de oito andares, com mais vagas de garagem e, ainda, próximos a corredores de transportes públicos, incluindo metrôs.

 

O evento acontecerá no Lounge da Bienal, Portão 3 do Parque do Ibirapuera.

Fonte: BlogDaLux.com.br

Link da postagem: http://bit.ly/1COUMYM

Importante: As opiniões contidas neste texto são do autor do blog e não necessariamente refletem a opinião do InfoMoney.

Deixe seu comentário

Perfil da blogueira

É publicitária, pós-graduada em relações públicas e gerente comercial de uma das maiores imobiliárias do país. contato@blogdalux.com.br