Em b3

"Nada muda nos horários de negociação", diz B3 após volume despencar no jogo do Brasil

Assessoria de imprensa da empresa confirmou que não irá interromper as negociações durante os jogos da seleção brasileira mesmo após forte queda do volume na última sexta

Bovespa
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Apesar do volume da Bolsa ter despencado 47% durante o jogo do Brasil x Costa Rica na última sexta-feira (22), a B3 seguirá com a determinação e não irá interromper as negociações durante os jogos da seleção brasileira este ano.

"Até segunda ordem, nada muda nos horários de negociação", afirmou a assessoria de imprensa da B3 ao ser questionada pelo InfoMoney sobre escassa liquidez do mercado no pregão passado. Entre o momento da abertura (10h00) até o apito final do jogo (11h00), o volume do Ibovespa recuou 47% em relação à média de negócios registrada entre os dias 1ª e 21 de junho.

Leia também: 
Atenção, traders: veja os riscos de operar na Bolsa durante os jogos do Brasil

Copa do Mundo: tudo que vai acontecer no mercado nos dias de jogos do Brasil

Volume da Bolsa despenca 47% durante o jogo do Brasil; confira os números

O mesmo pode ser verificado no mercado futuro, falando especificamente para os contratos de Ibovespa e Dólar. Considerado um dos ativos mais líquidos do mercado brasileiro, o volume médio do Dólar Futuro entre 9h00 (abertura da BM&F) e 11h00 durante os dias 1ª e 21 de junho foi de R$ 12,448 bilhões, ao passo que foi reduzido para R$ 4,91 bilhões neste mesmo horário na sexta-feira, ou seja, uma queda de 60%.

 

Contato