Pequenas empresas utilizam blogs para dialogar com o consumidor

Embora muitas empresas utilizem a ferramenta visando ao aumento das vendas, o blog não é um meio de e-business
Por Equipe InfoMoney  
a a a
SÃO PAULO - O blog corporativo é uma tendência no Brasil, mas que já está consolidada no exterior. Segundo o consultor empresarial da Deloitte e autor do livro "blog Corporativo", Fábio Cipriani, é natural que uma ferramenta interessante e dinâmica para promover o diálogo entre as empresas e o mercado passe a ser adotada por empresas que possuem um perfil aberto.

"Tenho acompanhado a blogosfera corporativa brasileira desde 2005 e estou bastante satisfeito com o resultado até então", conta.

É vantajoso para empresas de quaisquer portes ter um blog corporativo. Embora muitas empresas utilizem a ferramenta visando ao aumento das vendas, o blog não é uma ferramenta de e-business.

"É um mecanismo de diálogo. A conseqüência do seu uso pode ser o aumento das vendas e da visibilidade da sua marca. Por meio do blog, você torna a empresa mais humana e, em contrapartida, estimula a satisfação de seus clientes", explica o especialista.

Usos mais comuns
Segundo ele, os usos mais comuns voltados para o público externo são comunicação e marketing, inteligência competitiva, relações públicas, gestão de relacionamento com clientes e suporte ao cliente. Já para o público interno são comunicação interna, gestão de projetos e gestão do conhecimento.

"O principal e mais direto benefício para as pequenas empresas é o posicionamento em ferramentas de busca. Elas geralmente destacam páginas atualizadas periodicamente e que possuem links em outras páginas apontando para elas", conta.

"Isso ajuda na visibilidade dos produtos e coloca a empresa em evidência em um mercado amplo, no qual, certamente, existem diversos consumidores, mesmo que o seu produto seja bem específico. Para muitas pequenas empresas, o blog é o passaporte para encontrar oportunidades de negócio em escala nacional".

Empreendedores contam suas experiências
A consultoria de comunicação on-line TrendHunter é uma das pequenas empresas de São Paulo que apostou no blog. O sócio da empresa, José Maria Granado, conta que se trata de uma ferramenta "mais viva, mais rápida de ser desenvolvida e atualizada".

Segundo ele, o blog é usado para divulgar conteúdo que agregue valor ao core business da empresas, cases e oportunidades especiais de comunicação. "Como uma das principais tendências de comunicação é transformar publicidade em conteúdo relevante para o consumidor, o blog da TrendHunter fala sobre tendências de comunicação, se tornando uma referência no assunto dos serviços que prestamos. E, se a empresa é referência de informação, vira referência no serviço que presta", explica.

Granado conta que a experiência deu certo. "Alguns clientes atuais, quando ficaram sabendo da nossa existência e entraram em contato conosco, tiveram como primeira porta de entrada o blog. Gostaram do que viram, o que fez com criássemos um contato positivo". Mas o objetivo principal da TrendHunter não é a captação de clientes, e sim o fortalecimento da marca, e isso os empresários conseguiram.

Quem também apostou no blog corporativo foi André Garcia, dono da loteria on-line Sorte Grande, localizada em Indiana-SP. Em sua página, é possível visualizar os serviços que a empresa oferece. "Criei um blog por conta da atualização rápida e fácil, bem como porque gostaria de ampliar a interação com os clientes", diz ele. Satisfeito, o empresário revela que o número de clientes aumentou até 20% com o blog. "Recomendo a outros empreendedores", conclui.

Erros mais comuns
Questionado pela reportagem sobre quais são os erros mais comuns das micro, pequenas e médias empresas, quando o assunto é blog, Cipriani responde que, no universo das empresas de menor porte, é difícil errar. "Muitas fizeram do blog a sua primeira página da rede, fato que, por si só, já é muito importante".

"Mas, aplicando um olhar crítico, o blog dessas empresas dificilmente carrega a marca e as cores da empresa, e identidade é importante. Ainda temos muito a evoluir, não apenas com relação aos blogs, mas também quanto às redes sociais. Além disso, o conteúdo é importante: o blog não é uma mera vitrine de produtos, só comece um se você tem algo a dizer e quer ouvir a opinião de terceiros", aconselha.

A chegada dos blogs corporativos ao Brasil
De acordo com o consultor empresarial da Deloitte, o Brasil começou um pouquinho atrasado na comparação com os demais países, quando o assunto é blog corporativo.

"Mas o crescimento, de certa forma, acompanha os outros países. Inclusive nas mesmas proporções entre diferentes tamanhos de empresas. Como ocorre lá fora, as pequenas empresas por aqui são aquelas que adotaram em maior escala a ferramenta, por conta da flexibilidade na adoção de novidades das escalas hierárquicas menores [o que significa menos burocracia]", finaliza.

Serviço:

Veja os endereços dos blogs dos participantes desta matéria:
  • Fábio Cipriani: www.blogcorporativo.net


  • TrendHunter: htt://blog.trendhunter.com.br


  • Sorte Grande: http://blog.sortegrande.com.br

Deixe seu comentário