Em petrobras

"Zerem tudo", diz analista que deu compra em opções de Petrobras que sobem 1.800% há 4 dias

Com as ações da Petrobras disparando quase 40% nos últimos 4 pregões, analista vê como arriscado seguir com o trade, com os papéis já cotados perto  resistência

SÃO PAULO - A euforia que toma conta do mercado há 4 pregões e leva o Ibovespa para o patamar dos 46.000 pontos nesta quinta-feira (3) tem deixado os investidores mais propensos ao risco. Vendo um cenário favorável para arrancada, o analista técnico Fernando Góes, da Clear Corretora, abriu na terça-feira (1) "call" com opções de Petrobras (PETR3; PETR4). 

Na ocasião, Góes indicou 3 estratégias para os investidores: uma para aqueles mais arrojados, sendo uma compra de opção à seco de PETRC55 (que tem preço de exercício em R$ 5,50); e outras duas "travas de alta" com Petrobras - operações que envolvem um menor risco. A primeira trava envolvia as opções PETRC55 e PETRC60 (com "strike" a R$ 6,00) e a segunda com as opções PETRC60 e PETRC14 (com strike a R$ 6,40) - essa mais difícil, dado que são contratos que tendiam mais ao "pó", isto é, estavam muito fora do dinheiro.

Com as ações da Petrobras disparando 39,4% nos últimos 4 pregões e alcançando no maior patamar da sessão os R$ 6,80 - máxima desde o início de janeiro -, o analista recomenda aos investidores: "zerem tudo".

"Tem que zerar porque há uma resistência muito forte no gráfico da Petrobras na região dos R$ 6,40 e é esse o alvo da operação. Pode até acontecer da ação, por conta da políticasurpreender e continuar em alta, mas os níveis de risco estão muito altos", disse. 

Olhando para as variações das opções sozinhas, nesse rali de 4 dias do mercado os contratos PETRC55, PETRC60 e PETRC14 chegaram a subir - até a máxima de hoje - 897%, 1.375% e 1.807%, respectivamente. Vale lembrar que PETRC14 - que tendiam ao "pó" no início da semana - ficaram "dentro do dinheiro" no intraday, com as ações da Petrobras ultrapassando seu preço de exercício em R$ 6,40. Os contratos, que eram pouquíssimo negociados no início da semana, ultrapassam volume financeiro de R$ 10 milhões nesta sessão, acima dos contratos mais negociados PETRC55, que hoje giram cerca de R$ 6 milhões. 

Já olhando para as estratégias montadas por Góes, a trava de PETRC55 com PETRC60 teve entrada a R$ 0,14 e venda em R$ 0,40, dando ganho de 185% para quem seguiu; a trava de PETRC60 com PETRC14 foi montada a R$ 0,06 e venda em R$ 0,22, lucro de 266%, sem considerar custos com a operação. Por sua vez, a mais arriscada delas, a opção à seco PETRC55 teve entrada na terça-feira a R$ 0,24 e venda hoje a R$ 1,05, representando um ganho de 337%. 

Para Góes, esses trades devem ser fechados hoje, com as ações da Petrobras já alcançando os R$ 6,40, região com uma resistência no gráfico muito forte, que até seria um ponto de venda. Mas, dado o call político estar ditando o rumo dos mercados nos últimos dias, ele acha que abrir uma operação de venda agora seria muito arriscado, sendo melhor ficar fora do papel. 

Plataforma Petróleo
(Divulgação Petrobras)

Contato