Vender Petrobras na Bolsa garantiu "só" em setembro lucro de 1.120%

Investidor que aplicou R$ 1.000 em opções de venda de Petrobras no início de setembro e vendeu hoje viu seu dinheiro virar R$ 11.240, sem considerar os custos da operação

 30 set, 2014 13h31
Paula Barra

SÃO PAULO - As opções de venda das ações da Petrobras (PETR3; PETR4) têm dado alegria aos investidores. Isto porque, desde ontem, com a derrocada do Ibovespa, que levou abaixo papéis do "kit eleição" - ações que subiram forte de março até agosto em meio às pesquisas eleitorais -, esses contratos têm dado o que falar na Bolsa. As "puts" (opções de venda), como têm movimento oposto ao da ação, mas em uma proporção bem maior, já que seu valor de face é menor, dispararam nesses dias. 

Nesses dois pregões, enquanto as ações da Petrobras acumulam perdas de mais de 13%, opções de venda da estatal chegam a acumular ganhos de mais de 200%. De forma prática, um investidor que tenha colocado R$ 1.000 nesses contratos na última sexta-feira vê hoje essa quantia virar R$ 3.000 nesta sessão, segundo cotação das 13h31 (horário de Brasília), sem considerar os custos envolvendo a operação. 

De segunda a terça-feira, os contratos PETRV68, que dão direito ao investidor vender as ações PETR4 a R$ 17,16 no dia 20 de outubro, subiram impressionantes 222%, atingindo hoje R$ 0,72. Considerando a variação desde o início de setembro, mais precisamente dia 2, a valorização é de 1.124%. De lá para cá, os papéis preferenciais da Petrobras caíram 25% em meio à arrancada de Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas de intenções de votos e enfraquecimento da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva. No mesmo período, o Ibovespa - principal índice de ações da Bolsa - caiu 12,6%

No mesmo exemplo apresentado acima, o investidor que aplicou R$ 1.000 nesses contratos de Petrobras no início de setembro e vendeu hoje pode ter visto seu dinheiro virar R$ 11.240,00. As opções mostram uma valorização tão surpreendente devido ao seu baixo valor de face: uma oscilação de R$ 1 em uma ação, por exemplo, que custa R$ 19 provoca uma variação de 5,26%, enquanto em um opção de R$ 1, corresponde a 100%. 

Além dessas, outros contratos de Petrobras também subiam forte nos últimos dois. As opções PETRV69 (que dão direito de venda dos papéis PETR4 a R$ 18,16) tinham valorização de 210%, a R$ 1,22. Já as opções PETRV48, PETRV49 e PETRV50 registram apenas na sessão de hoje ganhos de 195%, 210% e 168%, respectivamente, a R$ 0,93, R$ 1,48 e R$ 2,13 - ambas com vencimento em outubro. 

O que é uma opção?
Quando um investidor compra uma opção, ele está comprando o direito de comprar (call) ou vender (put) uma determinada ação a um preço já definido (preço de exercício, ou “strike”) até um vencimento já estabelecido. Sendo assim, esses “direitos” oscilam de preço à medida que eles começam a se mostrar vantajosos ou não em relação ao preço da ação. 

Para ficar mais claro, tomamos como exemplo a call PETRJ70: como ela me dá o direito de comprar uma Petrobras a R$ 21,16 até 20 de outubro, esse direito vai valer cada vez mais à medida que os papéis da Petrobras foram ficando cada vez acima de R$ 21,16. Entretanto, é preciso ter em mente - como no caso citado acima - que o risco de perdas para quem investe em opções é de 100%, já que se uma call tiver o preço de exercício maior que a cotação atual da ação até o dia do vencimento, essa opção fatalmente irá “virar pó” - expressão utilizada no mercado de opções para o contrato que perdeu valor.

Além da distância entre o “strike” e a cotação da ação na Bovespa, o preço de uma opção também considera mais dois quesitos importantes: tempo e volatilidade. Quanto maior o tempo de distância para o vencimento da opção, maiores as chances de em algum momento o contrato estar “dentro do dinheiro” - isto é, quando vale a pena exercer a opção; da mesma forma, quanto mais volátil é o comportamento da ação na Bovespa, maior é a possibilidade de que a opção fique dentro do dinheiro em determinado momento.

COMENTÁRIOS

mercados

IBOVESPA
+0,09%

56.834 pts

Última cotação em 27/07/2016 14:18:00
Data Pais Evento Referência Expectativa
27/07
05:30
USA PIB - Reino Unido 2º Trimestre
27/07
09:30
USA Durable Good Orders Junho -1,00
27/07
10:30
USA Nota de Política Monetária e Operações de Crédito Junho
27/07
11:00
USA Pending Home Sales Junho 1,10
27/07
11:30
USA Estoques de Petróleo Semanal

mais eventos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Contato