Ação preferencial da Petrobras ultrapassa ordinária pela 1ª vez desde 2000

Num passo histórico, estatal anunciou dividendos maiores para os papéis preferenciais, deixando ações ordinárias menos atrativas
Por Paula Barra  
a a a

SÃO PAULO - Pela primeira vez desde 2000, as ações preferenciais da Petrobras (PETR3; PETR4) estão cotadas num preço acima das ordinárias. A mudança ocorre após a empresa anunciar um passo histórico: pagamento de dividendos diferente para cada classe de ativos. O dividendo dos papéis ON será muito menor do que os dos PN - R$ 0,47 e R$ 0,96 por ação, respectivamente. 

Por volta das 13h55 (horário de Brasília), as ações ordinárias da Petrobras despencavam 8,07%, indo para R$ 16,64, ao passo que os papéis preferenciais caíam 0,61%, alcançando R$ 17,89. No mesmo horário, o Ibovespa recuava 0,24%, atingindo 59.435 pontos. 

Essa alteração tem como objetivo principal, segundo o analista Eduardo Machado, da Amaril Fraklin, melhorar a eficiência operacional da empresa. "Esse corte provavelmente deve-se a necessidade de caixa da Petrobras, e como a União Federal é a maior acionistas da empresa - com 50,3% das ações ordinárias -, o governo, que seria o principal beneficiado, deve ter decidido abrir mão desse dividendo justamente para a companhia fazer uso do caixa e buscar crescimento de produção", disse.

O resultado operacional da empresa em 2012 foi muito fraco, pressionado por conta do aumento de despesas. A venda de combustíveis com prejuízo foi um dos fatores que pesaram no lucro anual, que recuou 36% na comparação com 2011, para R$ 21,18 bilhões, configurando o menor lucro anual da empresa desde 2004. 

Durante teleconferência de resultados, entretanto, a estatal negou alteração na sua política de dividendos, mas para o analista do Credit Suisse, Emerson Leite, essa diferença na distribuição é um "retrocesso em termos de governança". 

Histórico da relação dos papéis ON e PN
Nos últimos cinco anos, a relação entre os papéis ON e PN da estatal era de cerca de 0,8, ou seja, os papéis PETR3 valiam aproximadamente 18% a mais do que PETR4. Essa diferença, entretanto, vem diminuindo ao longo desses anos e marcava no final de 2012 uma relação de 0,99. 

Segundo Machado, essa diminuição ocorre pelas perspectivas mais obscuras sobre a empresa. "Como o governo detêm a maior parte das ações ON, o investidor buscava essa classe de ativos para ter maior segurança e, por isso, aceitava pagar um prêmio em relação aos papéis PN. Mas em função da ingerência do governo essa relação entre as ações vem reduzindo, já que o investidor não vê mais vantagens sobre a preferencial", argumenta. 

Para o analista, a forma como o governo utiliza a estatal coloca em xeque sua eficiência operacional, ao passo que a companhia não vem entregando bons resultados de produção.

Durante teleconferência, a própria presidente da Petrobras, Graça Foster, disse que os reajustes de preços dos combustíveis não têm sido suficientes. Os três reajustes de preço do diesel, que somaram 16,1%, e os dois da gasolina, 14,9%, ocorridos nos últimos oito meses, não foram suficientes para eliminar as diferenças entre os preços domésticos e os internacionais, disse Foster. 

Diferença entre PETR3 x PETR4 nos últimos cinco anos:

Data PETR3 PETR4 PETR4/PETR3
30/12/2008  24,31  20,02 0,82
30/12/2009  37,99 33,24 0,87
30/12/2010 28,83 25,65  0,89
29/12/2011 22,33 20,86  0,93
28/12/2012  19,55 19,50  0,99
05/02/2013* 16,64 17,89 1,25
*Cotação das 13h50 (horário de Brasília)

Deixe seu comentário

(05/02/2013 14:41:11) vamos dar os parabéns para quem teve a exelente idéia de dar um dividendo maior para os aciomistas da ações PN, eles são muito inteligentes é um verdadeiro expert
Rodrigo Mendonça (05/02/2013 14:55:11) sabe oq isso significa? bobo comprando e quem sabe oq faz vendendo petro, investidor de verdade nao compra ação PN.. os gringos nao compram ação preferencial, só investidor bobo brasileiro, ha mais de 3 anos eu falo pra todos meus amigos: não comprem petrobras nem de graça!
Magno Azevedo (05/02/2013 15:22:43) onde encontraram 1,25 no dia de hoje
Marcelo Balhau (05/02/2013 15:32:49) ESSAS AÇÕES ESTAVAM a R$56 em 2003! Esse ladrões, cafajestes, incomPTentes soberbos e arrogantes da ignorância estão levando o Brasil a retornar para década de 80...estão fazendo as mesmas lambanças dos governos de Ernesto Geisel ....gastando MAL muito MAL...AVISO! O BRASIL NÃO AGUENTA MAIS 4 ANOS COM ESSE LADRÕES E CORRUPTOS!! DEPOIS NÃO ADIANTA CHORAR...EMPRESÁRIOS, INVESTIDORES...E POVÃO..não adianta pois a galinha dos ovos de ouro estará morta.....chegou um momento de todos se juntarem e darem um BASTA nesta roubalheira e incomPTencia....esse discuso de "síndrome de vira-lata" é de pessoas mequetrefes que estão ganhando com isso....pessoas INCOMPETENTES GANHANDO DINHEIRO FÁCIL DAS PESSOAS QUE REALMENTE PRODUZ E PAGAM IMPOSTOS....ACORDA BRASIL!!!
Mauro Foltran (05/02/2013 18:15:44) é mesmo, 1,08 asuashuas
Francisco De Oliveira Filho (05/02/2013 21:29:46) Prezado Marcelo: concordo com você. A Petrobrás está sendo utilizada como ferramenta política do Governo. Só podia dar nisso. Cheguei a ter Petrobrás a R$ 38,00. Talvez, nesse patamar de R$ 16,00, seja momento para compra. Mas para guardar por um bom tempo.
Marcelo Balhau (06/02/2013 08:28:47) O PT ESTA DESVIANDO DINHEIRO DO PRÉ SAL PARA O ESTRANGEIRO!!! Forçando o endividamento da PETROBRAS com governos estrangeiros já que a empresa NÃO CONSEGUE fazer caixa com preços dos combustíveis FORA DA REALIDADE...#ficadica DEPOIS FALAM MAL DO FHC!! SAFADOS ENTREGUISTAS E LADRÕES...
Rodrigo Mendonça (06/02/2013 10:43:19) srs, olhem alem das montanhas, vc estao atribuindo um problema estrutural da companhia (ineficiente, morosa, estatal) e de futuro, a um mero governo transitorio, os desafios e potencias frutos a serem colhidos pela empresa eh outro, o mercado nao levou ela a 16 reais por causa do governo, vou auxilia-los a estender o horizonte da visao de voces: 1) Investimentos bilionarios numa nova fronteira de exploracao (desafio inigualavel); 2) EUA se tornando autosuficiente em 2015; 3) Estoques globais de petroleo nos niveis mais altos da historia; 4) Expansao das reservas globais; 5) Deslocamento da relacao crescimento de producao x crescimento de consumo, em favor da primeira; 6) Mudancas (se Deus quizer se intensificarao) no consumo de combustiveis fosseis para locomocao humana; Resumindo a opera: qndo o pre-sal amadurecer, depois de bilhoes investidos, nao vai ter mercado pra absorver todo esse petroleo, vai ser um tiro no peh... Esse eh o consenso global sobre a Petrobras!
Marcelo Balhau (06/02/2013 14:23:44) Gás de xisto é uma falácia!! Tática anglo saxã antiga de acenar uma INOVAÇÃO tecnológica como a salvação, mas na verdade é miragem para fazer caminhar até morre de sede...no caso...COMPRA O PETRÓLEO A PRECINHO BÃO...de banana.....auto suficiência dos EUA??? faz-me rir..os caras são uns devoradores de energia...só vão diminuir se ficarem pobres...mas antes disso tentarão TOMAR! Além das montanhas tem mais montanhas...e entre elas tem abismos!
Paulo Cezar Teixeira Teixeira (10/02/2013 15:00:48) o preço dos papéis não tem nada a ver com o desempenho das empresas. as empresa privadas estão igualmente penalizadas.
Paulo Cezar Teixeira Teixeira (10/02/2013 15:02:42) A petr é um sucesso e sempre será e cada dia se valoriza mais. O preço das ações estão todas desvalorizadas.