Tesouro Direto

Em onde-investir / tesouro-direto

Tesouro Direto salta 17% mesmo com pressão da Reforma da Previdência

Apesar do bom desempenho ao longo do ano, incertezas políticas relacionadas à aprovação da reforma da Previdência pressionaram o resultado de novembro 

SÃO PAULO - Os títulos do Tesouro Direto acumulam fortes ganhos ao longo de 2017, com destaque para o Tesouro Prefixado 2023 (LTN) que registra valorização de 17,13% no período. Como base de comparação, o mesmo título paga 10,06% se adquirido nesta terça-feira (5).

Veja o desempenho dos títulos do Tesouro Direto em novembro e no acumulado de 2017: 

Título do Tesouro Direto Rendimento bruto em novembro Rendimento bruto em 2017
Tesouro Prefixado 2018 (LTN) 0,54% 10,62%
Tesouro Prefixado 2019 (LTN) 0,69% 14,18%
Tesouro Prefixado 2020 (LTN)* 0,53% 11,83%
Tesouro Prefixado 2021 (LTN) 0,18% 16,27%
Tesouro Prefixado 2023 (LTN) -0,90% 17,13%
Tesouro IPCA+ 2019 (NTN-B Principal) 0,52% 12,40%
Tesouro IPCA+ 2024 (NTN-B Principal) -1,10% 12,97%
Tesouro IPCA+ 2035 (NTN-B Principal) -2,56% 10,77%
Tesouro IPCA+ 2045 (NTN-B Principal)* -4,39% 3,70%
Tesouro Selic 2021 (LFT) 0,54% 9,52%
Tesouro Selic 2023 (LFT)* 0,54% 8,25%

*títulos emitidos em 8 de fevereiro

Apesar do bom desempenho ao longo do ano, as incertezas políticas relacionadas à aprovação da reforma da Previdência pressionaram o resultado de novembro. "As taxas subiram em novembro e a marcação ficou negativa devido a um momento de bastante incerteza. O que está sendo precificado pelo mercado é a reforma da Previdência", explica o consultor em finanças e professor Alan Ghani.

O Congresso ainda faz contas em Brasília sobre a possibilidade de aprovação da reforma previdenciária e essa decisão influenciará nas curvas de juros. "Se a reforma da Previdência não passa, podemos dizer que há espaço para a taxa subir um pouco mais, se a for aprovada - e o presidente Michel Temer é bom de contra-ataque - o preço pode cair", explica Ghani, que também é apresentador do programa “Tesouro Direto com Ganhos Turbinados

Para quem aposta na aprovação da reforma e quer turbinar seus ganhos na renda fixa, o professor recomenda a compra do Tesouro IPCA+ 2045 (NTN-B Principal). "A 'duration' dela é muito alta e o papel é volátil, tem grande sensibilidade", explica Ghani.

Alan Ghani explica como as incertezas políticas e econômicas afetam a curva de juros e, por consequência, os rendimentos dos títulos públicos, como o Tesouro Direto. Ele também fala sobre as perspectivas para a Selic e seu efeito nos rendimentos. Veja no vídeo abaixo:

 

 

Contato