Em onde-investir / renda-fixa

Você pode ganhar mais de 1% ao mês, com baixo risco

Atualmente, existem excelentes opções de investimento combinando rentabilidade e segurança

SÃO PAULO – 1% ao mês, certamente, é uma rentabilidade de encher os olhos de muitos investidores, e não é para menos. No entanto, o que muita gente não sabe é que há, sim, como conseguir uma rentabilidade de 1% ao mês com baixo risco.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

Atualmente, com a taxa básica de juros a 14,25% ao ano, títulos bancários como os CDB (Certificados de Depósito Bancário), LCI (Letras de Crédito Imobiliário) e LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) remuneram com altas rentabilidades os investidores.

Por exemplo, um CDB que pague 115% do CDI (Certificado de Depósito Bancário), terá uma rentabilidade bruta de, aproximadamente 16,4% em um ano, descontando o Imposto de Renda na faixa mais alta, que é de 22,5% para investimentos com prazo inferior a seis meses, a rentabilidade líquida ainda fica em 12,71%, ou seja, mais de 1% ao mês. O mesmo ocorre com várias LCI e LCA disponíveis no mercado, sendo que são títulos isentos da mordida do leão.

Ronaldo Bella, sócio-fundador da Allux Investimentos, atesta que, com a atual taxa de juros, existem excelentes opções de títulos de renda fixa no mercado. Ele sugere que o investidor procure bastante antes de fazer sua alocação de investimento: “com a atual taxa de juros, as pessoas podem ter a ilusão de que estão fazendo um bom investimento em títulos de grandes bancos que pagam muito menos que outros títulos melhores”.

O assessor de investimentos ainda recomenda uma diversificação entre a estratégia prefixada e a pós-fixada, conforme a necessidade do investidor. Além disso, ele pede atenção ao limite do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que é de R$ 250 mil. Esse fundo é o que garante a segurança dos títulos de renda fixa em caso de calote do banco emissor.

Já Felipe Assunção, da Monte Bravo Investimentos, destaca que é importante que o investidor tenha sempre uma boa assessoria para que possa escolher a melhor opção para cada caso. “O mercado financeiro é como um avião: você até consegue pilotar um sozinho com manuais e internet. Se conseguir aterrissar com segurança, no mínimo será um voo turbulento, porém muitos acabam caindo antes de chegar a seus destinos”.

Outro conselho vem de Aldo Pessagno, da Manhattan Investimentos: “muitos pensam, erroneamente, que as LCI e LCA por serem isentas de IR irão sempre ter uma rentabilidade maior que os CDB, sujeitos à tributação. Mas a realidade é que os CDB são emitidos com taxas maiores que LCI/LCA, o que acaba muitas vezes compensando a tributação. A maneira correta é sempre a comparação das taxas liquidas”.

 

Leia também:

Você investe pelo banco? Curso gratuito mostra como até dobrar o retorno de suas aplicações

Baixe um pacote de planilhas financeiras gratuitas

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Milhões de brasileiros investem errado em previdência; é o seu caso?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Qual é o melhor CDB: pré, pós ou indexado à inflação? Planilha mostra

Planeja investir no Tesouro Direto? Ebook gratuito mostra o caminho

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

Ações Alta
(Shutterstock)

Contato