Em onde-investir / previdencia

Tesouro Direto é boa opção para investir pensando na aposentadoria

Complemento para o benefício do INSS pode vir de investimentos em renda fixa

SÃO PAULO – Com um sistema de previdência social em que as contas não fecham é preciso pensar em alternativas de investimento que garantam uma renda quando você parar de trabalhar. O problema é que ao pensar em investimentos para a aposentadoria muita gente escolhe logo de cara os planos de previdência privada. Ou pior: resolve começar a poupar um pouco por mês com uma velha conhecida dos brasileiros: a caderneta de poupança.

O especialista em finanças Rafael Seabra explica que esses dois ativos financeiros não são tão bons quanto parecem. “O problema com a poupança está no fato de ano após ano render abaixo da inflação. Já os planos de previdência privada cobram taxas altas, que acabam consumindo boa parte da rentabilidade, inviabilizando o investimento”, diz.

Você está investindo bem seu dinheiro? Faça o teste aqui

Portanto, a saída é buscar alternativas melhores para complementar a renda. Na opinião de Seabra, uma das melhores opções são os títulos do Tesouro Direto. O especialista afirma que o papel mais indicado para quem pensa na aposentadoria é o Tesouro IPCA+, que é indexado à inflação. O título paga o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), índice oficial de inflação no Brasil, mais uma taxa prefixada definida no momento da compra - que atualmente está na casa dos 7% ao ano. Assim, o investidor garante o seu poder de compra ao longo dos anos e tem sempre garantido um retorno real.

Igor Franco Silva, da Prime Senior Investimentos, explica em artigo publicado no Ganhe Mais que os títulos de inflação possuem volatilidade de preço. "Se você comprar o e puder esperar até a data de vencimento, não precisa se preocupar se o governo vai aumentar a taxa de juros (taxa Selic). Os riscos ou oportunidades ocorrem se você comprar com planos de vender o título antes do vencimento. Nesta situação existe o risco de você vender o título e obter uma rentabilidade menor do que a que foi pactuada. Também existe a possibilidade da antecipação gerar uma rentabilidade maior", explica.

Por isso, Rafael Seabra aconselha que o vencimento escolhido seja o mais próximo possível da data que se planeja aposentar.  “Se o investidor não tem certeza se poderá permanecer com o título até o vencimento, é aconselhável que invista metade em Tesouro Selic e a outra metade em Tesouro IPCA+”, afirma.

Leia também

Descubra qual é a aplicação financeira de risco baixo mais rentável

Milhões de brasileiros investem errado em previdência; é o seu caso?

Imóvel é sempre bom negócio? Teste mostra que alugar é melhor

Seu carro facilmente lhe custa R$ 2.500 por mês. Duvida?

Qual é o melhor CDB: pré, pós ou indexado à inflação? Planilha mostra

Planeja investir no Tesouro Direto? Ebook gratuito mostra o caminho

Quer saber se você está investindo bem? Faça uma simulação

Quanto custa realizar cada um de seus sonhos? Descubra

aposentados
(Shutterstock)

Contato