Pessoas físicas adquirem 8,5% das ofertas de ações do primeiro semestre

Até o sexto mês do ano, foram 3 IPOS (Ofertas Públicas Iniciais, na sigla em inglês) e quatro follow-ons; as empresas captaram R$ 8,6 bi
Por Diego Lazzaris Borges  
a a a

SÃO PAULO – Os investidores pessoa física foram responsáveis por adquirir 8,5% do total de ofertas públicas de ações (tanto IPOs quanto follow-ons) que aconteceram até junho deste ano, de acordo com dados da Anbima (Associação Brasileira das Entidades do Mercado Financeiro e de Capitais).

O IPO (Oferta Pública Inicial, na sigla em inglês) é caracterizado quando uma empresa abre seu capital na bolsa de valores, emitindo ações pela primeira vez. Já o Follow on acontece quando uma empresa que já possui capital aberto na bolsa realiza uma nova oferta pública de ações.

Até o sexto mês do ano, foram 3 IPOS (Ofertas Públicas Iniciais, na sigla em inglês) e quatro follow-ons. No total, as empresas captaram R$ 8,630 bilhões no período (R$ 4,396 com IPOs e R$ 4,234 com Follow-ons).

Estrangeiros e institucionais
Os investidores estrangeiros responderam pela maior parte (52,4%) dos papéis subscritos nas ofertas de ações no semestre passado. De acordo com a Anbima, a maioria dos investidores internacionais é dos Estados Unidos (69,2%). Os investidores de países da União Europeia aparecem a seguir, com 15,7% de participação nas ofertas de 2011.

Já os investidores institucionais adquiriram 39,1% dos R$ 8,630 bilhões captados pelas empresas no mercado de renda variável em 2011.

Assuntos relacionados: IPOs Ofertas de Ações

Deixe seu comentário