Em onde-investir / acoes

Os 3 motivos para o Bradesco rebaixar duas ações de uma só vez

Preços-alvos em 12 meses também foram cortados

SÃO PAULO – A equipe de análise do Bradesco avalia rebaixou os papéis da Gerdau (GGBR4) e Metalúrgica Gerdau (GOAU4) de compra para neutra e também cortou o preço-alvo dos ativos.

A estimativa para os papéis da Gerdau caiu de R$ 18 para R$ 13, valor 14% acima do fechamento de terça-feira (3). O preço-alvo da Metalúrgica Gerdau foi cortado de R$ 9,20 para R$ 6,50, patamar 15,7% acima do último fechamento.

“Temos observado alguns fatores envolvendo dificuldades de curto/médio prazo para uma recuperação mais consistente do setor de aços longos (ou não planos), leia-se Grupo Gerdau”, destacam os analistas do Bradesco BBI.

Os analistas dizem estar menos otimistas quanto ao momento da retomada efetiva das obras de infraestrutura, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, dificultando a recuperação de margens das companhias do Grupo Gerdau.

As empresas têm alta exposição ao mercado de construção e infraestrutura no Brasil e nos Estados Unidos. A exposição de volume a construção é de 65% no Brasil e de 65% a 70% no mercado norte-americano. Para infraestrutura, a exposição é de 15% a 20% no Brasil e de 30% a 35% nos Estados Unidos. “O time está menos otimista e acredita que início da recuperação deve ficar para o primeiro semestre de 2019”, avaliam.

Além disso, o poder de precificação da Gerdau está baixo. "A Gerdau continua sofrendo para implementar aumento de preços no Brasil, mesmo com vergalhão doméstico continuando a negociar perto de importado. O time acredita que enquanto a demanda continuar baixa, é improvável ver prêmios retornando para nível normalizado de 10% a 15%. Nos Estados Unidos, a importação ainda representa 30% da demanda aparente e continua impactando dinâmica de preço", explicam os analistas. 

O terceiro fator que justifica os rebaixamentos é a pressão de custo de matéria-prima. "Os eletrodos são relevantes para custo de produção em mini-mills [unidades industriais] (representavam 2%-3% do custo de produção de EAF [forno elétrico a arco] e time estima que representam 15%-20% dos preços atuais) e preço subiu para US$ 30 mil por conta de fechamento de capacidade relevante na China e parada do maior produtor global nos Estados Unidos", explicam os analistas.

Mercado queda
(JMiks)

Contato