Por Weruska Goeking Em onde-investir / acoes  20 abr, 2017 12h49

Atraente relação risco/retorno faz de ação a favorita do BTG Pactual

 O yield do dividendo próximo de 6% é considerado "atraente" pelo BTG, que destaca o fato de que a empresa atua em um segmento em que a concorrência é baixa

Por Weruska Goeking Em onde-investir / acoes  20 abr, 2017 12h49

SÃO PAULO – A equipe de análise do BTG Pactual reiterou a recomendação de compra das ações do BB Seguridade (BBSE3) mesmo diante da perspectiva de novos cortes na Selic e afirma que a relação entre riscos e retornos atrativos faz do ativo um dos favoritos do banco. O preço-alvo dos papéis é estimado em R$ 34,50 em 12 meses, valor 21,3% acima do fechamento na quarta-feira (19).

 O BTG Pactual realizou um evento para receber os executivos da companhia na terça-feira (18) para obter informações sobre as perspectivas do BB Seguridade para os próximos meses. A empresa espera melhora nos resultados operacionais apenas no segundo semestre.

 Quando questionados sobre os resultados fracos no primeiro bimestre, os executivos explicaram que o número de dias úteis em março foi “significativamente” maior do que nos dois meses anteriores, o que costuma fazer “muita diferença” no desempenho mensal.

 Os executivos também se mostraram confiantes em alcançar o guidance para 2017 mesmo com a taxa básica de juros menor do que na época em que as metas foram fixadas.

 A expectativa da empresa também é de redução de sinistros no segmento de seguros de vida no primeiro trimestre, enquanto os sinistros em seguros patrimoniais devem seguir em sentido contrário.

 O BTG Pactual explica que, embora não haja gatilhos claros para a valorização das ações, os papéis do BB Seguridade estão entre seus favoritos, especialmente com a desvalorização observada nos últimos 13 meses, o que oferece um risco/retorno “muito interessante”.

 O yield do dividendo próximo de 6% é considerado “atraente” pelo BTG, que destaca o fato de que a empresa atua em um segmento em que a concorrência é baixa. A expectativa do banco é de melhores resultados operacionais no segundo semestre de 2017 e aceleração no crescimento dos lucros em 2018 e 2019. “A reforma da Previdência também deve ajudar”, lembra o BTG.  

Seguro de Vida
(CebotariN)

Contato