Vendo melhora na economia, banco eleva recomendação para Randon e Iochpe

Analistas do Credit Suisse veem aceleração já no final do ano, elevando recomendação de ações das companhias para outperform
Por Lara Rizério  
a a a

SÃO PAULO - Com a economia brasileira apresentando sinais de recuperação no segundo semestre, os setores cujas ações apresentam maior beta podem ser beneficiados, avalia o Credit Suisse. Assim, vendo um cenário melhor no final do ano, com sinais de maior aceleração em 2013, em meio às medidas de estímulo adotadas pelo governo, o banco revisou suas estimativas para o setor de autopeças, que vem sofrendo nessa época de crise.

Com essas novas medidas as serem adotadas, os analistas Bruno Savaris, Daniel Magalhães e Carlos Louro elevaram a recomendação para as ações da Randon (RAPT4) e da Iochpe-Maxion (MYPK3), de neutro para outperform (desempenho acima da média do mercado).

Os analistas ressaltam que, tanto a Randon quanto a Iochpe-Maxion, não necessariamente pelas mesmas razões, tiveram um desempenho fortemente inferior ao índice nos últimos três meses. Uma das razões era a piora brasileira do mercado de caminhões, com queda nos níveis de vendas e diversas paradas na produção, apontam Savaris, Magalhães e Louro. Desse modo, vendo melhora no mercado desse segmento  mais à frente e considerando os múltiplos dos papéis como bastante atrativos, os analistas elevaram a recomendação dos papéis. 

Inversamente, apontam os analistas, a ação da Mahle Metal Leve (LEVE3), devido ao seu negócio mais estável, superou fortemente seus pares e do Ibovespa. Com isso, eles revisaram a recomendação para os papéis LEVE3 de outperform para neutro, acreditando que os múltiplos não estão tão atrativos quanto os das outras companhias.  

Redução nas estimativas 
Os analistas esperam uma melhora nas margens operacionais no terceiro trimestre. Além das melhores perspectivas de crescimento, os eles avaliam que a estrutura estará mais preparada, não havendo mais tantos problemas com paradas não-programadas na produção como na primeira metade do ano. 

Já para os resultados do segundo trimestre, os analistas revisaram para baixo as estimativas tanto da Iochpe-Maxion quanto da Randon. Com isso, Savaris, Magalhães e Louro revisaram o preço-alvo dos papéis da Iochpe-Maxion de R$ 35,00 para R$ 33,00 - configurando um potencial de valorização de 51,03% em relação ao fechamento de quinta-feira (26) e das ações RAPT4 de R$ 11,50 para 11,00 - com um potencial de valorização de 25,00% em relação à mesma data. 

Enquanto isso, as estimativas para os papéis da Metal Leve seguem inalteradas, possuindo preço-alvo de R$ 22,50 para os papéis, com um potencial de valorização de 3,78%, também frente à quinta.

Deixe seu comentário