Em negocios / startups

4 considerações importantes para você não estourar o orçamento da empresa

Quando o orçamento se torna a Bíblia negócio, ele vai orientar todas as decisões, ainda mais em tempos de crise

orçamento_poupança
(ThinkStock)

SÃO PAULO - Manter um orçamento da sua empresa equilibrado e sob controle é fundamental, principalmente em momentos de crise econômica. O CEO Joel Trammel, colunista do site Entrepreneur.com, listou algumas maneiras de alinhar o orçamento com os objetivos do negócio. Isso vai ajudar os funcionários a se tornarem mais adaptáveis em um ambiente dinâmico, explorar as oportunidades que possam surgir, e, finalmente, fazer as melhores escolhas para o negócio.

1. Abra espaço para os executivos de cada departamento terem a palavra final sobre o orçamento

O orçamento deve ser construído com base nas finanças da empresa, a fim de obter resultados que contornem decisões difíceis ou que fechem negócios. Capacitar seus executivos operacionais ou líderes para ter a última palavra sobre o orçamento é crucial. Descentralizar o poder de decisão pode ser importante para obter outras visões e opiniões em cima da situação que possa gerar bons frutos para o negócio.

Sua equipe deve considerar qualquer decisão significativa, ainda mais se os gastos avançarem as metas do departamento ou da empresa como um todo. Orçamentos são estáticos, mas o negócio muda diariamente. Um documento escrito meses antes possivelmente não prevê todas as armadilhas e oportunidades que irão surgir.

2. Explique a visão da empresa e os objetivos

Claro que descentralizar o poder sobre o orçamento não é suficiente. Os empregados têm que saber o que você está tentando alcançar, para que eles possam tomar boas decisões. Na ausência de outros princípios orientadores (ou uma visão / missão que eles não entendem), o orçamento vai, ainda, guiar cada decisão de negócios. Garanta que os funcionários compreendam plenamente os objetivos estratégicos gerais do seu departamento e como sua tarefa individual contribui para atingi-los.

3. Meça, regularmente, o desempenho de cada grupo

Você só consegue ter uma visão dos resultados se os mesmos forem quantificados. Se o único feedback consistente de seus gerentes for se eles estão ou não cumprindo as vendas e negócios dentro do orçamento previsto, eles vão gerenciar eles mesmos e não o negócio. Em vez disso, organize o trabalho de seus subordinados diretos para criar métricas que reflitam o desempenho específico para as suas áreas e objetivos da empresa. Então, de forma consistente tenha em números os resultados a fim de incentivar e cultivar uma cultura de alto desempenho.

4. Sempre lembre da importância do orçamento

Faça estas duas perguntas aos seus gerentes: "O que você faria se você tivesse significativamente mais dinheiro para gastar?" e "O que você faria se você tivesse significativamente menos dinheiro para gastar? ".

Estas duas questões fazem com que os funcionários considerem o custo-benefício necessário para adaptar a empresa para um ambiente de negócios em constante mudança.

No início de cada ano, você pode não saber quais recursos estarão disponíveis seis meses mais tarde, especialmente se você tem uma empresa de rápido crescimento. No final do dia, a empresa que proporcionar o máximo de produtividade para uma dada unidade de capital será a mais bem-sucedida. O CEO deve constantemente forçar a organização a tomar decisões de gastos neste contexto de negócios, em vez de com base em números em uma planilha. Mais barato e possível, mas apenas se o orçamento estiver claramente definido. 

Contato