Em negocios / noticias-corporativas

Internet das Coisas acelera a aceitação do conceito de Casa Inteligente

A afirmação é do diretor da Aureside, que estará presente na IoT Latin America, o mais importante evento B2B exclusivamente voltado ao setor e com foco em geração de negócios na América Latina, que ocorrerá no Transamerica Expo Center, em São Paulo, nos dias 29 e 30 de agosto. De acordo com o Plano Nacional de IoT, o conceito deve alcançar, em meados de 2025, um mercado de até US$ 200 bilhões por ano, correspondente a 10% do PIB brasileiro.

A IoT está acelerando o conceito de casa inteligente. Nos novos empreendimentos residenciais as construtoras já estão entregando os imóveis com a infraestrutura necessária para IoT. No caso de espaços comerciais ou industriais, as próprias empresas que ocuparão essas áreas já discutem com engenheiros e arquitetos, desde a planta, a implantação dessas tecnologias.

A afirmação é de George Wootton, diretor técnico da Aureside (Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial), que estará presente na 3ª edição do IoT Latin America, o mais importante evento B2B exclusivamente voltado ao setor e com foco em geração de negócios na América Latina, que será realizado nos dias 29 e 309 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. A feira acontece no Transamerica Expo Center, na Capital, simultaneamente ao 3° Congresso Brasileiro e Latino-americano de Internet das Coisas, organizado pelo Fórum Brasileiro de IoT.

A Internet das Coisas ou IoT (na sigla em inglês) promete ser a resposta para executar tarefas do cotidiano de maneira mais fácil com um melhor custo-benefício.

De acordo com Wootton, o Plano Nacional de IoT e a realização da IoT Latin America são grandes impulsos para o desenvolvimento deste mercado. "A IoT Latin America tem sido um evento importante para divulgação de assuntos relacionados aos provedores e desenvolvedores de IoT no Brasil. Agora, com a definição do Plano Nacional de IoT, vejo neste evento uma ótima oportunidade para se integrar aos esforços mais `governamentais´ e colaborar com o desenvolvimento das infraestruturas e também do mercado de uso/consumo", analisa.

A Aureside mostrará, durante palestras na IoT Latin America, como este conceito está sendo incorporado pelas construtoras. "O principal benefício imediato que vejo na promoção da Casa Inteligente (Smart Home) é o aumento da visibilidade dos benefícios que tecnologias como IoT podem trazer. Ainda estamos longe de termos uma concepção completa do que venha a ser a Casa Inteligente, mas os esforços, novidades e investimentos tem sido grandes e constantes. A abrangência da IoT tem permitido que a Casa Inteligente seja tratada muito mais conceitualmente do que apenas uma oportunidade de marketing de algumas empresas. Em resumo, a Casa Inteligente busca fornecedores à sua altura e a IoT tem acelerado o processo de seleção e aceitação", explica Wootton.

Segundo o relatório final do Plano Nacional de IoT, o campo da Internet das Coisas é oportunidade única para o Brasil capturar seu valor. Até 2025, no mundo, a IoT terá um impacto econômico de US$ 4 a 11 trilhões, maior que a robótica avançada, as tecnologias cloud e até mesmo a internet móvel. No Brasil, o impacto potencial é de US$ 50 a 200 bilhões por ano, valor que representa cerca de 10% do PIB brasileiro. "Infelizmente, o mercado de ConsumerIoT, onde poderíamos incluir a Casa Inteligente, não foi incluído entre as verticais prioritárias para o desenvolvimento e fomento no Brasil. Mesmo assim, vemos este mercado como muito promissor, dentro do seu universo relativo e comparado ao que temos hoje. Acredito que há grandes pontos onde o Brasil pode se destacar: o de desenvolvimento de equipamentos como sensores e atuadores (desde que a fabricação não seja feita no Brasil) e o desenvolvimento de aplicações onde o uso inteligente de Big Data e Inteligência Artificial tragam soluções inovadoras a problemas antigos", analisa Wootton.

Sobre a IoT Latin America
A IoT Latin America faz parte do Technology Hub, evento que integra tecnologias inovadoras com o objetivo de ampliar suas aplicações. "A feira é uma plataforma única, que possibilita a empresas e profissionais uma verdadeira conexão com o mercado, ajudando a entender seus desafios e objetivos e possibilitando relacionamentos comerciais duradouros", ressalta Giulio F. Rossi, diretor geral do evento.

Multipalco de verticais

Além da exposição, a IoT Latin America apresentará palcos onde serão abordados avanços que impactarão a IoT nos próximos anos. Haverá discussões sobre casos abrangendo todo o ecossistema de Internet das Coisas em diversas verticais, como: agronegócio, automotivo, indústria 4.0, automação residencial, meio ambiente, saúde, smart cities, transporte & logística e varejo.
3º Congresso Brasileiro e Latino-Americano de IoT

Realizado pelo Fórum Brasileiro de IoT, o Congresso terá painéis que englobarão tendências, inovações e desafios da IoT em modelos de negócios, políticas, desenvolvimento e pesquisa, aplicações e padrões, entre outros aspectos. Os seminários reunirão especialistas e pesquisadores nacionais e internacionais em debates que visam fomentar o desenvolvimento da IoT na América Latina.

Serviço:
IoT Latin America - 3ª edição
Quando: dias 29 e 30 de agosto
Horário: das 12h às 20h
Onde: Hall F do Transamerica Expo Center (Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 - Santo Amaro - São Paulo - SP - CEP: 04757-020)
Mais informações e inscrições no site http://iotlatinamerica.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/internetofthingsbr/
Realização: BMComm |Real Alliance


3º Congresso Brasileiro e Latino-Americano de Internet das Coisas
Quando: dias 29 e 30 de agosto
Horário: das 12h às 20h
Onde: Auditório I - IoT Latin America
Realização: BMComm Real Alliance e Fórum Brasileiro de IoT
Mais informações sobre a programação: telefone (11) 3040 3034 e no site http://iotbrasil.org.br/

Contato