Em negocios

Mais de 20% dos empresários acreditam que os negócios pioraram

Por outro lado, na previsão para empregos, os índices apresentaram uma pequena melhora de 2% em relação a junho

SÃO PAULO - Para mais de 23% dos empresários paulistas, a situação atual dos negócios piorou em relação ao mês anterior. Este índice em junho era de 18%. Os dados fazem para da 79ª edição da pesquisa de Índice LIDE-FGV de Clima Empresarial, divulgada durante o Almoço-Debate com o ministro do Trabalho, Brizola Neto, nesta semana.

Por outro lado, a pesquisa também revelou que houve um leve aumento de 1% entre os empresários que consideram o cenário melhor, no mês passado eram 34%. Já cerca de 42% dos entrevistados disseram que os negócios mantiveram iguais.

Empregos
Na previsão para empregos (diretos e indiretos), os índices apresentaram uma pequena melhora em relação à sondagem de junho. Cerca de 35% dos empresários tendem a empregar - no mês anterior esse número chegou a 32%. Mais da metade espera manter o nível de emprego atual e 14% preveem demissão, 2% menor que o índice de junho.

Para os empresários, o fator que mais impede o crescimento dos negócios e do quadro de empregados é a carga tributária, com 69% das respostas.

preocupado

Contato