Por Paula Zogbi Em negocios  28 set, 2016 10h02 - Atualizada em 29 set, 2016 | 10h11

Testamos o cartão do banco digital Neon; saiba o que esperar

Vale a pena criar uma conta digital na nova fintech e participar do que ela chama de "revolução"?

Por Paula Zogbi Em negocios  29 set, 2016 10h11

SÃO PAULO – Depois de uma demora inesperada, as contas do banco Neon passaram a ser aprovadas e os primeiros cartões já foram entregues. Boa parte das pessoas que realizaram o pedido na primeira leva de 5 mil cadastros já estão com seus cartões de débito em mãos e o aplicativo (quase) totalmente operante.

O que é o Neon

A proposta do banco digital é trabalhar, na medida do possível, sem taxas e de maneira totalmente independente de operações físicas. Tudo funciona através do aplicativo e o banco trabalha com o menor número de tarifas possíveis, sem anuidades e com algumas cobranças pontuais, como taxas a partir do segundo boleto e saque na rede 24 Horas no mês e em transferências para outros bancos

A empresa aproveita o bom momento das fintechs no Brasil e tenta trazer um conceito que considera totalmente novo no Brasil – para o CEO, Pedro Conrade, todos os que poderiam ser considerados seus concorrentes não são “digitais”, mas “digitalizados”.

Criação da conta

Os 5 mil clientes que foram liberados estão, aos poucos, recebendo seus aceites. Para criar uma conta, os interessados precisaram baixar o app, fotografar seus documentos, inserir alguns dados pessoais e tirar uma “foto de segurança”. Nos testes do InfoMoney, essa ferramenta mostrou-se segura: apenas o rosto do usuário de fato funcionou para desbloquear o aplicativo.

Cartão do banco Neon

Durante o período de espera pela liberação da conta, o Neon envia e-mails, notificações no app e até SMS para explicar a demora. Quando autorizado o cadastro, esses meios de contato também são utilizados e o banco convida o cliente a "fazer parte de uma revolução".

Uma vez liberada a conta, é preciso fazer um depósito de pelo menos R$ 100 para ativar o cartão digital e receber em mãos o cartão físico com bandeira Visa – ambos de débito. Assim que o dinheiro cai, a primeira forma de pagamento é apresentada, enquanto o cartão de plástico chega em cerca de 5 dias. 

Funções

O aplicativo é bastante limpo e intuitivo e travou poucas vezes durante o uso – nada anormal. Caindo o depósito, pede uma senha para o cartão, cuja criação é validada em diversos passos de segurança. Entre eles, um SMS com código alfanumérico e uma validação através da câmera que exige que o usuário pisque para avançar (ou seja, não adianta alguém ter uma foto sua).

Na função virtual, o Neon funciona como um cartão de crédito no e-commerce. Usando número e código de segurança, é possível comprar itens em sites e apps normalmente – a diferença é que é preciso ter o dinheiro em conta para que a transação seja aprovada.

A aprovação do pagamento pela loja, entretanto, demorou mais que o normal durante os testes do InfoMoney, embora o valor tenha sido descontado imediatamente após a confirmação do pedido.

Tanto em compras virtuais como físicas, o aplicativo envia imediatamente uma notificação com valor e nome do estabelecimento. Todos os gastos são divididos automaticamente em categorias, como “Bares e restaurantes”, “Vestuário”, “Lazer” e “Mercado”. É possível editar essas etiquetas a qualquer momento.

Para consultar todos os recebimentos e gastos do cartão, basta acessar o menu “saldo” no app. Cada lançamento também mostra, em um mapa, o local exato onde a transação foi realizada.

Transferências podem ser feitas rapidamente usando os contatos salvos no seu telefone. É possível incluir dados de contas bancárias para todos os seus contatos, e aqueles que também possuem conta no Neon são sinalizados.

Há um leitor de códigos de barras que funciona bem através da câmera do celular, ou o cliente pode digitar o número para realizar pagamentos. O horário de pagamento (para que ele não caia apenas no dia seguinte) é das 7h30 às 20h30.

Atendimento

Caso precise falar com o banco, o usuário pode enviar mensagens através do próprio aplicativo. O caminho é “Meu Neon”/”Precisa de ajuda?” e o ícone de chat no canto superior direito. Automaticamente é aberta uma janela de conversa entre cliente e algum responsável pelo atendimento no momento.

A resposta no app demora apenas alguns minutos e o usuário recebe uma notificação no smartphone. No caso da dúvida enviada pelo InfoMoney, a questão não pôde ser resolvida imediatamente, mas a atendente se mostrou solícita.

Objetivos

Ainda não ativada, essa função do aplicativo pretende ajudar os usuários a fazer o dinheiro render. O cliente poderá inserir o valor que pretende guardar em determinado período e, a partir disso, o próprio Neon passará determinada quantia mensalmente da conta do usuário para um investimento apropriado.

Banco Neon
(reprodução/Facebook)

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Contato