Em negocios / grandes-empresas

Interpol e Banco do Brasil firmam acordo de cooperação contra crimes cibernéticos

Com a parceria, o banco poderá enviar funcionário ao Complexo Global para Inovação da Interpol, em Singapura

Hackers
(Shutterstock)

SÃO PAULO - A Interpol e o Banco do Brasil, com apoio e mediação da Polícia Federal, assinaram um acordo de cooperação e compartilhamento de informações relacionadas a crimes cibernéticos. A parceria público-privada tem o objetivo de estabelecer um fluxo contínuo de dados relacionados a ameaças virtuais e proporcionará o fortalecimento das atividades de segurança cibernética adotadas pela Interpol e seus 192 países membros.

Com a parceria, o Banco do Brasil poderá enviar funcionário ao Complexo Global para Inovação da Interpol, em Singapura, local onde irá trabalhar ao lado de especialistas de empresas do ramo tecnológico e financeiro, além de policiais dos países membros da organização.

Contato