Em negocios / grandes-empresas

CEO é acusado de desviar US$ 6 milhões de empresa e gastar metade em bilhetes de loteria

Diretor da maior união de crédito de Nova York está sendo investigado

Corrupção
(Shutterstock)

SÃO PAULO - O diretor executivo da Municipal Credit Union, maior união de crédito de Nova York, está sendo investigado por desvio de US$ 6 milhões. Ele teria se apropriado ilegalmente do dinheiro e gastado mais da metade (US$ 3,9 milhões) em bilhetes de loteria, de acordo com o NYPost.

O ministério público local acusou o executivo de desvio de dinheiro, fraude, fraude de transferência e roubo de identidade por falsificar documentos ao solicitar reembolso para supostas consultas odontológicas, reparos desnecessários em seu Mercedes Benz e seguro de invalidez em longo prazo entre 2013 e 2018. 

A parte mais curiosa da história são os 216 cheques e 2.592 saques utilizados para a compra de bilhetes de loteria. Às vezes, eram feitas múltiplas compras ao dia, de acordo com a acusação do departamento de Justiça. Ele passava horas aos finais de semana adquirindo bilhetes. 

CEO desde 2007, Wong teria enviado pelo menos 24 mensagens falsas solicitando reembolso por operações odontológicas - algumas delas em um período durante o qual o dentista estava no hospital - e outras pedindo dinheiro para despesas fiscais. A empresa enviava os reembolsos, apesar de oferecer seguro odontológico aos funcionários.

Também é acusado de repassar custos inflados para a contratação de um seguro contra invalidez em longo prazo. Essa fraude termonou com o pagamento de US$ 6,5 milhões diretamente ao CEO. 

Contato