Em negocios / grandes-empresas

CEO do Subway se aposenta em meio a crise com franqueados

Foram 53 anos sob gestão de membros da família de fundadores

Subway
(Settawat Udom / Shutterstock.com)

SÃO PAULO - Após 53 anos sob gestão da mesma família, o Subway perderá a CEO Suzanne Greco. Surpreendentemente para o mercado, a executiva anunciou sua aposentadoria nesta quarta-feira (2) em meio a um período difícil para a rede de restaurantes. 

Temporariamente, ocupará o lugar da diretora o diretor de desenvolvimento de negócios Trevor Haynes, quebrando uma linha de sucessão ininterrupta de parentes do cofundador Fred DeLuca. Greco é irmã de DeLuca, que morreu em 2015 com Leucemia. 

Há alguns anos, o Subway sofre da falta de interesse dos estadunidenses em seus lanches. As vendas caíram a ponto de diversas franquias precisarem fechar as portas - só neste ano, espera-se que 500 restaurantes da rede sejam extintos. 

Por conta das dificuldades, o Subway criou promoções que desencadearam protestos de franqueados revoltados - impossibilitados de pagar as contas de seus restaurantes com os ganhos em vendas. 

Antes do anúncio da aposentadoria, algumas das movimentações mais recentes de Greco foram no sentido de solicitar mais investimentos aos franqueados nos restaurantes. Um dos franqueados chegou a dizer ao NY Post que a saída da CEO foi "extremamente tardia".

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato