Em negocios / grandes-empresas

Canais pequenos do YouTube não terão mais remuneração na plataforma

As novas regras começaram a valer nesta terça-feira (20) 

YouTube
(dennizn / Shutterstock.com)

SÃO PAULO – O YouTube anunciou que canais canais pequenos em sua plataforma não terão mais remuneração. As novas regras começaram a valer nesta terça-feira (20). A mudança tem como objetivo “impedir que anunciantes tenham suas marcas associadas a canais que publicam conteúdo de baixa qualidade”.

A empresa explica que o requisito para um canal começar a ganhar dinheiro é alcançar 4 mil horas de visualizações no acumulado dos últimos 12 meses e ter 1 mil inscritos. Abaixo disso, é considerado canal pequeno. 

“Chegamos a esses novos patamares após análises detalhadas e conversas com usuários da plataforma. Eles nos permitirão melhorar significativamente a nossa capacidade de identificar donos de canais que contribuam positivamente para a comunidade e ajudem a gerar mais receita de publicidade para eles”, afirma a empresa.

Além disso, o YouTube acredita que esses novos padrões mais elevados também ajudarão a evitar que vídeos potencialmente inapropriados sejam monetizados, o que pode prejudicar as receitas para todos. Em 2018, o foco da empresa é proteger seu ecossistema de conteúdo ruim e garantir que sua receita seja mais estável.

Embora essas mudanças afetem um número significativo de canais, 99% dos afetados estavam fazendo menos de US$ 100 por ano no último ano, com 90% ganhando menos de US$ 2,50 no último mês, alega a empresa. 

A empresa não quer impedir que canais pequenos tenham oportunidade na plataforma, mas quer selecionar melhor quem pode ou não ganhar dinheiro com o seu conteúdo no YouTube.

A empresa disse ainda que vai manter conversas com canais grandes para que eles sigam as políticas de uso de conteúdo também de forma adequada.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP.

Contato