Em negocios / grandes-empresas

Amazon demite centenas de funcionários de sua sede

O corte afeta majoritariamente os funcionários alocados na sede, mas também algumas equipes globais da empresa

Amazon
(Jonathan Weiss / Shutterstock.com)

SÃO PAULO – Centenas de funcionários da Amazon de sua sede sem Seattle, Estados Unidos, foram demitidos desde esta segunda-feira (12), de acordo com o portal da CNN. O departamento de operações de varejo online, também um dos mais “maduros” da empresa, está entre os mais afetados pelo corte.

O corte afeta majoritariamente os funcionários alocados na sede, mas também algumas equipes globais da empresa.Em comunicado, a Amazon confirmou as demissões, justificando que se trata de “parte do processo de planejamento anual”. “Estamos fazendo ajustes de pessoal na empresa – pequenas reduções em alguns locais e contratações agressivas em muitos outros. Para os funcionários afetados, estamos trabalhando em encontrar papeis nas áreas em que estamos contratando”, disse.

As demissões acontecem em meio ao projeto de expansão da Amazon, que inclui a compra da rede Whole Foods em 2017 e a construção de uma segunda sede – que, sozinha, deve criar 50 mil novos postos de emprego, segundo a Amazon.  O número de funcionários da empresa ficou em cerca de 560 mil em 2017, dos quais 130 mil foram postos abertos. Somente na sede de Seattle, a empresa soma 40 mil funcionários.

Ao que parece, o corte não tem como objetivo uma redução de pessoal: ao mesmo tempo em que elas acontecem, a empresa tem, em todo o mundo, cerca de 12 ml vagas abertas, das quais 3.900 são somente para a cidade de Seattle.

Contato