Em negocios / grandes-empresas

Após expansão da Amazon, dona da Americanas.com e Submarino anuncia novos serviços

Além disso, a empresa vai investir no C2C, no mercado de produtos usados 

SÃO PAULO - A B2W Digital, dona das marcas Americanas.com, Submarino, Shoptime e Sou Barato, anunciou nesta quarta-feira (18) iniciativas para oferecer uma melhor experiência para os clientes e acelerar o crescimento do marketplace. A notícia foi anunciada após a concorrente Amazon iniciar sua  expansão e começar a vender eletrônicos no mercado Brasileiro.

Foram três novidades anunciadas pela B2W,  dois serviços "prime" e a entrada no mercado de produtos usados. 

A B2W vai expandir seu programa de fidelidade Submarino Prime, lançado em 2015: a partir desta quarta-feira (18) todas as cidades do Sul e Sudeste serão atendidas pelo serviço, que custa R$ 79,90.  Anteriormente era restrito às capitais Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Com a assinatura do programa, os clientes não pagam frete em mais de 160 mil produtos, podem usufruir da “entrega rápida” de forma ilimitada, além de terem acesso a ofertas exclusivas. Desde o lançamento do programa, os clientes do Submarino Prime mostraram frequência de compra três vezes maior e melhor rentabilidade que os clientes não assinantes, segundo a empresa.

A segunda notícia é o lançamento do Americanas Prime: será o programa de fidelidade da Americanas.com, com benefícios exclusivos e com assinatura anual. Vai funcionar da mesma maneira que o Submarino Prime. A novidade chega em novembro para que os clientes já possam utilizar o serviço antes da Black Friday e do Natal, período de maior venda do e-commerce.

E até o final do ano, ambos programas serão estendidos para os sellers do marketplace, ampliando o B2C e aumentando de 160 mil para mais de 1 milhão de ofertas disponíveis. Os lojistas que utilizam o B2W Entrega, serviço de logística e distribuição da B2W, também poderão participar dos programas.

"Nos últimos cinco anos, a B2W Digital investiu fortemente em sua plataforma, adquirindo 13 companhias de tecnologia e logística e se preparando para o crescimento sustentável de seu negócio, tendo sempre o cliente no centro da sua estratégia”, afirma Thiago Barreira, Diretor Comercial e de Marketing da B2W Digital.

Além dos serviços prime, a companhia lançará o C2C, venda de produtos usados entre pessoas físicas - serviço já utilizado pelo Mercado Livre e pela Amazon nos Estados Unidos. “Esse modelo de negócio gera tráfego recorrente para os sites e oferta ilimitada de produtos para os clientes, além de ser altamente rentável”, explica Barreira sem mais detalhes.

As iniciativas fazem parte da decisão da companhia de "acelerar o crescimento do marketplace e são fruto de investimentos realizados em suas plataformas de tecnologia, logística e distribuição".

Desde que a expansão da Amazon foi anunciada no Brasil, na última sexta-feira, até o fechamento do pregão desta terça-feira (17), a B2W caiu quase 20% na Bolsa de Valores. No entanto, contatada pelo InfoMoney a empresa nega que as novidades sejam uma resposta á concorrente americana. 

fachada Lojas Americanas
(Divulgação)

Contato