Em negocios / grandes-empresas

Novo shopping no centro de São Paulo custará R$ 4 milhões e pode abrir neste ano

Conceito Open Mall será aplicado na região do metrô São Bento; potencial de consumo é de R$ 75 milhões ao mês

Shopping São Bento
(Divulgação)

SÃO PAULO - Em breve, a cidade de São Paulo ganhará um novo shopping center: o Pátio Metrô São Bento, dentro da estação de metrô de mesmo nome. Com inauguração parcial prevista para novembro, o novo Open Mall, concebido pelo Scopus Itashopping, aposta no centro histórico de São Paulo para lucrar com um mercado cujo potencial de consumo é de R$ 75 milhões ao mês.

Serão  60 lojas comerciais e de serviços nos espaços internos, como também nas áreas que circundam a praça, além de um boulevard na parte externa. O tamanho médio dos espaços será entre 35 e 40 metros quadrados. Segundo a companhia responsável, foram investidos na reforma e segurança patrimonial do negócio cerca de R$ 4 milhões.

Próximo a ruas como 25 de março e Santa Ifigênia, o empreendimento ambiciona "trazer mais vida ao centro de São Paulo, como um pólo cultural, de turismo e lazer com conforto, segurança e praticidade", conforme material de divulgação enviado à imprensa. 

“Nosso objetivo é transformar o lugar num ponto de encontro dos paulistas, onde eles possam fazer seu happy hour, já que apresenta muitas facilidades por estar no centro, grande acessibilidade, e também por ser um ponto emblemático, um ícone e uma referência no turismo de comércio e no turismo tradicional”, observa Odivaldo Sousa da Silva, consultor de varejo da Renova e responsável pelo planejamento e desenvolvimento do novo open mall.

Potencial 

De acordo com estudo encomendado pela companhia, 4,3 milhões de pessoas circulam pela estação São Bento todos os meses. São aproximadamente 146 mil indivíduos que se movimentam naquele lugar diariamente, dos quais 59% são da classe A+B e 40% pertencem às classes B2+C. Em um raio de 500 metros do local trabalham 112,7 mil profissionais e potenciais compradores, com renda mensal total de R$ 281 milhões.

Nos últimos meses, de acordo com dados da Associação Brasileira de Shoppings Centers (ABRASCE), o fluxo de visitantes desse tipo de empreendimento tem visto crescimento. Em julho, essa variação positiva foi de 2,58%. No acumulado do ano, foi de 0,51%. 

Contato