Em negocios / grandes-empresas

McDonald’s deixa de patrocinar as Olimpíadas após 41 anos

Rede de fast food fazia parte do programa TOP desde sua fundação  

SÃO PAULO – Presente dentre os patrocinadores das Olimpíadas desde a fundação do programa TOP (The Olympic Partner), a rede de fast food McDonald’s deixa oficialmente de fazer parte dos membros desse grupo nesta sexta-feira, 16. O anúncio foi feito pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) nesta manhã.

A decisão, tomada em mútuo acordo, segundo informou o Comitê, teve como motivo o fato de o McDonald’s “estar buscando focar em prioridades políticas diferentes”. Os detalhes financeiros da separação são confidenciais.

Válida a partir da publicação da nota, a decisão não abrange as olimpíadas de inverno PyeongChang 2018, com direitos válidos no mercado nacional coreano. Restaurantes da rede estarão normalmente em funcionamento no local dos jogos em questão.

O COI ainda conta com 12 patrocinadores do programa TOP. Coca Cola, Atos, Dow, General Electric, P&G, Samsung e Visa têm acordos assinados até 2020; Bridgestone, Panasonic e Toyota, até 2024; Alibaba até 2028 e Omega até 2032.

McDonald's
(Bloomberg)

Contato