Os 5 paradigmas que devem ser mudados de uma empresa "sedentária"

A acomodação e a falta de disciplina também podem prejudicar a saúde dos negócios. Veja se sua empresa é considerada "sedentária"
Por Luiza Belloni Veronesi  
a a a

SÃO PAULO - É certo que o sedentarismo faz mal à saúde humana, mas fique sabendo que a acomodação e a falta de disciplina no mundo corporativo também são prejudiciais para o futuro dos negócios. Entrar na zona de conforto por ser bem sucedido pode ser um perigo para o empreendedor.

Para isso não acontecer, é preciso estar sempre atento ao ambiente à sua volta, à situação financeira da empresa, ao seu segmento de mercado, aos concorrentes e outras dezenas de fatores que podem pregar peças em startups e até em empresas consolidadas no mercado.

Sua empresa é sedentária?
O final do ano está chegando e esse é um bom momento para você analisar se sua empresa não está “sedentária”. Se ela cresceu ao longo de 2012, isso é uma ótima notícia. Mas, se não, veja os 5 paradigmas de uma empresa que está sedentária e que precisam urgentemente se mexer, elaborados pelo consultor em Gestão de Pessoas, Eduardo Ferraz:

1. “As coisas funcionam assim há muitos anos”
Vivemos uma nova realidade. O mundo globalizado, as novas tecnologias e a velocidade das informações estão transformando comportamentos, atitudes e a maneira das empresas atuarem. “Os líderes e os negócios que não se adaptarem a esse novo contexto dificilmente sobreviverão”, disse Campos.

2. “Agora que temos um grande produto não precisamos ir atrás de clientes, os clientes é que virão atrás de nós”
Ter um ótimo portfólio de produtos é um grande diferencial, mas estes produtos não são eternos. É fundamental não tratar clientes e fornecedores com arrogância, pois a concorrência não está dormindo e novos produtos são inventados todos os dias.

3. “Já que sou chefe, posso chegar mais tarde e sair mais cedo. Tenho equipe para isso”
Para Campos, quando os líderes começam a dar maus exemplos, a disciplina desaba e junto com ela vêm os maus resultados.

4. “O cliente ficou insatisfeito? Faz parte. Há empresas onde a insatisfação é muito maior”
Além de gerar uma péssima tolerância com o erro, este pensamento subestima a capacidade de mobilização de clientes insatisfeitos, destruindo a reputação de muitas empresas. As redes sociais estão aí para provar.

5. “Não me preocupa o fato das pessoas não pararem na empresa. Saiu contratamos outro”
O turnover exagerado é grave e representa literalmente uma perda de massa crítica. Uma empresa que não retém seus funcionários dificilmente fideliza clientes.

Assuntos relacionados: Comportamento Empresa Empresário Negócios

Deixe seu comentário