Em negocios / como-vender-mais

Comercial do Burger King que ataca McDonald's é suspenso pelo Conar

No comercial, a rede fazia uma referência ao filme "It – A Coisa", um dos vencedores de bilheteria de 2017 que havia sido lançado pouco antes

Comercial Burger King Halloween
(Rperodução/YouTube)

SÃO PAULO – Em reunião realizada nesta quarta-feira (4), o Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) decidiu suspender o comercial “O Halloween dos Palhaços” do Burger King, lançado em outubro do ano passado e, sem surpresas, cutuca o McDonald’s.

No comercial, a rede fazia uma referência ao filme “It – A Coisa”, um dos vencedores de bilheteria de 2017 que havia sido lançado pouco antes. Ele trazia um garoto andando de bicicleta à noite que encontrava o palhaço Ronald McDonald, mascote do McDonald’s, em uma versão “macabra”. Ele, então, passa a ser perseguido por diversos palhaços.

Ele ainda fazia uma promoção para os clientes: com o slogan “Venha como um palhaço, coma como um rei”, a rede oferecia um Whopper gratuito para todos os clientes que fossem a uma de suas unidades vestido como um palhaço.

Procurado pelo InfoMoney, o Conar informou que a processo da campanha foi aberto após denúncias do McDonald’s e pela DPZ&T, agência de publicidade da rede, alegando que o vídeo continha elementos que denegriam a imagem de Ronald McDonald.

Ainda segundo o conselho, o relator do processo considerou que o comercial se trata de propaganda comparativa de forma, mas cujo slogan e palhaço apresentados denigrem a concorrente, conduta que é considerada antiética na publicidade. A sustação foi votada em câmera e aprovada pela maioria do conselho.

Também procurado pelo InfoMoney, o Burger King enviou o seguinte comunicado:

“O Burger King Brasil informa que a ação realizada em outubro de 2017,  conhecida como HALLOWEEN DOS PALHAÇOS, se inspirava tanto no período conhecido como Dia das Bruxas (Halloween) como no sucesso mundial do filme IT - A coisa. O objetivo era proporcionar uma divertida promoção para seus consumidores ao entregar um sanduiche WHOPPER para todos os clientes que aparecessem na loja vestidos de palhaços.
O entendimento do Burger King é que o palhaço retratado na campanha foi inspirado no filme citado e apareceu de maneira bem caricata e aterrorizante, não representando nenhum outro personagem.
O Burger King informa que cumprirá integralmente à decisão do CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária).”

Quer estudar no exterior sem passar aperto? Invista seu dinheiro. Abra sua conta na XP Investimentos. 

Assista ao vídeo a seguir:

Contato