Em negocios / como-vender-mais

Loja revolta clientes com camiseta que diz que mulheres são burras

Varejista pediu desculpas e retirou o produto do ar depois de críticas

Cartão de crédito
(Creative Lab)

SÃO PAULO – A varejista de comércio eletrônico Dafiti gerou críticas na internet depois de colocar à venda uma camiseta que dizia que “mulher burra” é pleonasmo. A peça era da marca Eiblu e foi retirada do ar em meio à revolta.

Na camiseta, havia a mensagem “Exemplos de Pleonasmo: Subir pra Cima, Descer pra Baixo, Hemorragia de Sangue, Político Ladrão, Mulher Burra”. Diversos usuários salvaram a imagem e fizeram publicações reclamando do conteúdo machista, além de enviarem mensagens na página oficial da loja.

Boa parte das publicações de clientes insatisfeitos organizava um movimento de boicote à loja, enquanto outras questionavam o trabalho da equipe de fiscalização para a entrada de produtos. Mulheres e homens cobraram uma retratação.

Nesta segunda-feira, em uma publicação de Facebook, a companhia pediu desculpas a todas as clientes e escreveu que descredenciou a marca da camiseta e retirou todos os produtos da mesma do ar. Confira o texto abaixo:

“Recentemente, a Dafiti tomou conhecimento de um produto com conteúdo ofensivo e, imediatamente, tomou as devidas providências. A marca Eiblu, ex-parceira de marketplace, foi descredenciada e seus produtos foram retirados do ar. Além disso, já iniciamos a reavaliação de todo nosso portfólio para que isso não se repita.

A Dafiti repudia qualquer tipo de manifestação de preconceito e discriminação.

Somos uma empresa comprometida em oferecer a melhor experiência de compra online, por meio de marcas e serviços que promovam o acesso à moda a todos os consumidores. Acima de tudo, apoiamos a igualdade de gênero e a diversidade.

Pedimos desculpa a todas as nossas clientes”.

Contato