Em minhas-financas / turismo

Imigrante é impedido de embarcar em voo da Espanha e passageiros realizam motim

Depois de mais de uma hora e meia de negociações com as autoridades, o senegalês acabou não embarcando no voo.

SÃO PAULO - Após um imigrante senegalês ser impedido de embarcar em voo da companhia aérea Vueling que partia de Barcelona para Dacar, um grupo de passageiros atrasou propositalmente o voo, levantando-se de seus assentos e recusando-se a partir. O voo, que deveria partir neste sábado (15) às 16h30, sofreu atraso de uma hora.

De acordo com o jornal local La Vanguardia, o passageiro foi impedido de entrar no país por não ter visto de residência ou trabalho, o que o colocou em "situação irregular" já no aeroporto de Barcelona.

Ao jornal, os passageiros afirmaram que ele começou a gritar ao ser escoltado por dois policiais até a aeronave. Com a manifestação de apoio dos passageiros do voo, a Guarda Civil foi chamada, fez com que todos desembarcassem do avião e impediu que o grupo de seis pessoas embarcassem novamente.

Depois de mais de uma hora e meia de negociações com as autoridades, o senegalês acabou não embarcando no voo.

O atraso do voo que partia para Dacar fez com que o voo de retorno para Barcelona atrasasse, o que obrigou a Vueling a indenizar os atrasos e pagar hospedagem aos passageiros que voariam para Barcelona.

Imigrante em voo
(Stop Deportación / Twitter)

Contato