Em minhas-financas / planos-saude

Planos de saúde crescem 4,6% e atingem 50,7 milhões de beneficiários em 2013

Nos planos exclusivamente odontológicos, o ano fechou com 20,74 milhões de beneficiários

SÃO PAULO - O setor de saúde suplementar atingiu em dezembro de 2013 50,27 milhões de beneficiários nos planos de assistência médico-hospitalar, registrando um crescimento de 4,6% em relação a dezembro do ano anterior. Nos planos exclusivamente odontológicos, o ano fechou com  20,74 milhões de beneficiários, aumento de 8,2% em relação a dezembro de 2012.

De acordo com últimos dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que compilam informações até setembro de 2013, o total de operadoras no mercado ao final do terceiro trimestre chegou a 1.084 em atividade no segmento médico-hospitalar - dessas, 929 com beneficiários. Das 403 operadoras exclusivamente odontológicas em atividade, 345 possuíam beneficiários.

A receita de contraprestações das operadoras médico-hospitalares atingiu R$ 79,9 bilhões até o terceiro trimestre de 2013, com crescimento de 17,2% em relação ao mesmo período de 2012. O crescimento da despesa assistencial dessas operadoras foi de 13%. Já a taxa de sinistralidade do período (três primeiros trimestres) diminuiu de 85,8% para 82,7%. 

Segundo a agência, dado o crescimento do número de beneficiários das operadoras médico-hospitalares, sua receita média por beneficiário (tíquete médio), apresentou variação de 12,7%, passando de R$148,20, nos três primeiros trimestres de 2012, para R$ 167,04, no mesmo período de 2013.

Cancelamentos de planos

De acordo com último levantantamento da ANS, até setembro de 2013 foram canceladas 79 operadoras, das quais 55 médico-hospitalares e 24 exclusivamente odontológicas. Ao final do terceiro trimestre, eram 1.084 operadoras médico-hospitalares em atividade, das quais 929 com beneficiários. Também houve diminuição do número de operadora exclusivamente odontológicas. São 403 operadoras em atividade, das quais 345 com beneficiários.

Contudo, no dia 13 de novembro de 2013, a ANS anunciou ainda a decisão de suspender a venda de 150 planos de saúde de 41 operadoras em todo o Brasil. O motivo é que as operadoras descumpriram prazos e apresentaram problemas de cobertura. A suspensão valerá por três meses, até o anúncio do próximo ciclo de monitoramento, em fevereiro.

Recentemente, a ANS divulgou um  avanço de 31% no número de reclamações dos usuários de planos de saúde no acumulado de 2013. De acordo com dados fornecidos pela agência, os números saltaram de 78.061 em 2012 para 102.232 no ano passado.

Contato