Brasileiros contratam mais seguros de desemprego e perda de renda

Segundo Fenaprevi, a contratação dessas apólices de seguros cresceu 224,30% nos primeiros cinco meses de 2012
Por Juliana Américo Lourenço da Silva  
a a a

SÃO PAULO - O brasileiro está contratando mais apólices de seguro contra desemprego e perda de renda. Segundo dados da Fenaprevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida), divulgados nessa segunda-feira (30), a contratação deste tipo de seguro cresceu 224,30% nos primeiros cinco meses do ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Considerando apenas o mês de maio, a Federação revela que o seguro desemprego (que garante renda temporária ao segurado, em caso de perda do emprego) cresceu 72,20%. No geral, o mercado de seguros de pessoas acumulou R$ 1,8 bilhão e cresceu 18,86%. 

O segmento de seguros de pessoas engloba outros produtos, entre eles, educacionais, vida, viagem e proteção financeira (prestamista).

Vida
O seguro de vida teve acréscimo de 10,40% e respondeu pela maior parte dos prêmios arrecadados no quinto mês do ano, R$ 745,6 milhões. 

 " O seguro de vida é um importante mecanismo de proteção social, especialmente para as pessoas economicamente menos favorecidas, onde a ocorrência de um infortúnio pode comprometer significamente a renda e subsistência familiar", afirma o presidente da Fenaprevi, Marco Antonio Rossi.

Viagens
Entre janeiro e maio, o levantamento também apontou aumento nos prêmios do seguro viagem, que registrou expansão de 91,35% no período e somou R$ 4,8 milhões


Deixe seu comentário