Em minhas-financas

Como montar uma equipe em sua empresa?

Embora seja o sonho de todo empreendedor, contratar pessoas para realizarem a tarefa que antes você fazia sozinho pode não ser algo tão simples

Você montou sua empresa. Sempre trabalhou como autônomo mas, com o aumento do serviço, abrir um negócio foi um passo praticamente obrigatório. Como muitas das tarefas você sempre realizou sozinho, tem relutado muito para contratar funcionários em sua empresa. Mas, em ritmo de crescimento, este deverá mesmo ser seu próximo passo. Sendo assim, o que fazer para garantir a formação de uma equipe integrada e eficiente?

Acerto na loteria
Você deve saber, em primeiro lugar, que o fato de lidar diretamente com pessoas requer muito jogo de cintura. Mesmo tomando todos os cuidados no momento da seleção, você pode ser surpreendido, futuramente, de forma muito positiva ou extremamente negativa. Os erros, embora não devam ser freqüentes, acontecem, já que estamos falando em gestão de pessoas.

Justamente por este motivo, muitos profissionais de RH definem a contratação de um funcionário como uma loteria: você pode acertar na mosca, ou não.

É claro que, para evitar riscos, você deve ter claramente definido qual o perfil de cada profissional a ser contratado. Comece com uma equipe pequena. Desta forma, você poderá, aos poucos, conhecer as características de cada integrante, e assim, gradativamente, contratar pessoas que complementem o grupo.

Processo de seleção
Este é um momento que requer atenção de sua parte. Trace uma descrição de cada vaga disponível: qual o objetivo? O que o profissional fará? Pelo que será responsável? Terá subordinados ou não? Lidará com o que, exatamente? O que ele deve saber? É preciso maturidade profissional ou seria melhor contratar alguém iniciante, que possa ser treinado com maior facilidade? Que salário tenho condições de pagar?

Estas são apenas algumas entre as muitas perguntas a serem relacionadas. Não caia no erro de contratar primeiro e ver como tudo fica depois. Procure planejar suas ações para evitar surpresas.

Se optar por contratar familiares, pense muito bem nos prós e contras: o fato de trazer alguém conhecido para compor sua empresa é excelente pelo fato de que não precisa se preocupar com procedência ou com questões de segurança e confiabilidade. Já por outro lado, é preciso muito tato para não misturar assuntos familiares e profissionais. Aliás, poucas pessoas têm esta habilidade. Por isso, pense muito bem no assunto antes de tomar qualquer decisão.

Como escolher
Agora que você já sabe exatamente o que pretende, organize-se quanto ao processo de seleção e comece sua escolha. O ideal, como sua empresa está começando, é contratar pessoas com alguma indicação. Afinal, neste início, será muito importante poder contar com funcionários de sua extrema confiança, que tenham realmente vontade e interesse de crescer junto com seu empreendimento.

Lembre-se que, no início, você precisará de poucas pessoas...que façam muito. Não adianta pensar grande e sair contratando sem critério, para demitir depois. Por isso, vem de novo o alerta: planeje bem cada passo.

Se você não tiver nenhum conhecido, talvez seja mais interessante, dependendo da vaga disponível, divulgá-la através de anúncio no jornal. Porém, cuidado! Solicite o envio de currículos por e-mail ou carta. Desta forma você poderá analisar com calma o perfil de cada candidato e, comparando à sua necessidade, chamar para uma entrevista aqueles que melhor se enquadrarem.

Treinamento
Pronto. Uma etapa você venceu. Concluída a contratação, inicie o treinamento destes profissionais. É um processo um tanto demorado: em muitos momentos você sentirá uma grande tentação de fazer tudo sozinho a ter que corrigir tantos erros. Mas lembre-se, tudo isso é comum no caminho de expansão que sua empresa atravessa agora. Tenha paciência e siga em frente!

Pense no futuro: equipe integrada, e motivada! Para isso você terá que por em prática toda a sua capacidade de gestão. Envolva o grupo em metas interessantes. Defina objetivos e onde vocês pretendem chegar. Faça-os ver que o crescimento profissional de cada integrante está interligado com o da empresa.

Paternalismo
Tudo bem que você tem papel fundamental na sua empresa, e isso deve ser sempre respeitado. Mas evite a centralização, e faça com que cada um tenha consciência da importância que possui diante do grupo.

Não deixe que sua imagem seja associada a de um pai, que resolve e compreende tudo. Há sim momentos em que isso vai acontecer, mas não deve ser uma rotina em seus negócios. Dê a cada um a tarefa de pensar e agir com certa autonomia, respondendo portanto pelos seus atos. Desta forma sua equipe poderá crescer e fazer de sua pequena empresa um grande empreendimento!

Contato