Em minhas-financas / impostos

4 dicas para aumentar o valor da restituição - ou reduzir o custo - do Imposto de Renda 

A estimativa é de que sejam recebidas aproximadamente 28 milhões de declarações

Dinheiro
(ITTIGallery)

SÃO PAULO - Embora a Receita Federal ainda não tenha definido oficialmente o prazo limite para entrega da declaração do Imposto de Renda de 2018, a estimativa é de que sejam recebidas aproximadamente 28 milhões de declarações.

O que muitos não sabem, é que existe a possibilidade de reduzir o tamanho da abocanhada do Leão por meio de despesas dedutíveis que podem ser incluídas no documento, desde que elas tenham sido executadas até o dia 31 de dezembro de 2017.

Para Francisco Arrighi, diretor da Fradema Consultores Tributários, deixar para a última hora a análise das despesas que serão inclusas na declaração já é uma constante dos brasileiros, no entanto, ele avalia que essa não é a melhor opção, uma vez que aumenta consideravelmente os riscos de erros e a consequente inclusão na malha fina.

Quem usou o aplicativo “rascunho” para a declaração do Imposto de Renda deste ano ainda poderá ter acesso aos dados do último documento, por meio de uma senha criada pelo próprio usuário, e migrar todas as informações inseridas anteriormente para a realização do Imposto de Renda 2018.

Confira as dicas de Arrighi que podem tanto aumentar o valor da restituição no próximo ano como reduzir o valor do Imposto de Renda a pagar. Confira:

1 - O contribuinte pode adiantar despesas consideradas dedutíveis que inicialmente estavam programadas para o início de 2018, como gastos com profissionais da saúde (médicos, dentistas etc)
2 - Antecipar eventuais cirurgias ou tratamentos odontológicos
3 - Realizar aquele check-up que inicialmente estava programado para janeiro de 2018
4 - Realizar um aporte em plano privado complementar, do tipo Gerador de Benefício Livre (PGBL), cuja legislação permite lançar como dedução o limite de até 12% da renda tributável.

Os contribuintes devem estar atentos à data limite para a inclusão das despesas, que é o último dia do ano em vigência. Passada esta data os gastos não poderão mais ser dedutíveis na declaração de 2018.

É valido lembrar que todos os anos cerca de 30% dos declarantes caem na temida malha fina da Receita Federal por erros no preenchimento do formulário das despesas dedutíveis admitidas, e muitos dos casos são por erros na digitação dos valores. Por isso, preste atenção no preenchimento do documento e tente fazer com antecedência.

Contato