Receita irá reexaminar 2 milhões de declarações do IRPF de SP, diz jornal

Estão na mira documentos entregues de 2008 a 2012; maior parte pertence a funcionários públicos estaduais e empregados de grandes empresas
Por Gladys Ferraz Magalhães  
a a a

SÃO PAULO - A Receita Federal irá reexaminar 2 milhões de declarações do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física) de contribuintes residentes em São Paulo. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com a publicação, estão na mira documentos entregues entre 2008 e 2012, sendo que a maior parte das declarações pertence a funcionários públicos estaduais e empregados de grandes empresas.

A presença de deduções de uma mesma fonte em vários documentos, além da suspeita de deduções indevidas são os principais motivos para a revisão.

Contador
A Delegacia de Fiscalização da Receita Federal em São Paulo já teria intimado cerca de 1 mil contribuintes. Nestas declarações predominam quatro tipo de problemas: deduções com despesas médicas, pensão alimentícia, educação e contribuições a planos de previdência privada.

A Receita alerta que, ainda que a declaração tenha sido feita por meio de contador, no caso de erro ou fraude, a responsabilidade é do contribuinte.

No geral, para chegar aos documentos com suspeita de fraudes, o Fisco cruzou os dados informados com aqueles enviados por médicos, planos de saúde, cartórios e planos de previdência privada.

Penalidades
Se as informações não forem confirmadas, além do imposto devido, poderá ser cobrada multa de até 150% do valor sonegado, mais cobrança do imposto e multa. Esses contribuintes estarão sujeitos também às sanções penais previstas para os crimes contra a ordem tributária.

 

 


Deixe seu comentário