Em minhas-financas / imoveis-compra

Preço de imóvel cai pelo 2° mês consecutivo

Preço cai 0,12% em setembro, mas ainda registra alta de 1,38% no acumulado, valor abaixo da inflação no período

SÃO PAULO - O preço de imóveis em 20 cidades brasileiras caiu 0,12% no mês de setembro em comparação com agosto, segundo o FipeZap, principal índice do mercado imobiliário. Essa é a segunda redução consecutiva nos preços registrada pelo índice que apontou uma queda nominal de 0,01% em agosto, a primeira da série histórica iniciada em 2009.

De janeiro a setembro, o índice registrou uma valorização de 1,38%, abaixo da inflação esperada para o mesmo período de 7,58%, considerando o Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA). Com isso, o preço médio do metro quadrado apresentou uma queda real de 5,76% em 2015.

Essa pequena diminuição nos preços ainda não teve impacto nas vendas de imóveis, que não para de cair. Para piorar a situação, na semana passada a Caixa aumentou pela terceira vez no ano a taxa de juros dos financiamentos imobiliários. Uma simulação da associação de consumidores Proteste mostra que o encarecimento do crédito desde o início do ano pode significar em uma diferença de até R$ 160 mil para o consumidor.

De janeiro a agosto, os financiamentos imobiliários com recursos da poupança totalizam R$ 56,6 bilhões, uma redução de 22% em relação ao mesmo período de 2014. Nos oito primeiros meses do ano foram comercializados 256,1 mil imóveis, uma queda de 27%, segundo dados da Associação Brasileira de Entidades de Crédito Imobiliário (Abecip).

O único respiro do setor é o consórcio de imóveis. A venda de novas cotas cresceu 46,5%, com total de 155,6 mil adesões, de janeiro a agosto, contra as 106,2 mil registradas nos mesmos meses de 2014. O volume de crédito também aumentou, saltando de 12,13 bilhões para R$ 18,08 bilhões, alta de 49,1%.

Contato