Em minhas-financas / gadgets

"Porcos machistas serão banidos", diz executiva do Tinder sobre usuários desrespeitosos

Vice-presidente do aplicativo não quer mais "babacas incapazes de superar suas ineptidões"  

SÃO PAULO – Depois de reclamações de usuárias que se sentiram desrespeitadas, o Tinder anunciou, no início desse mês, que passará a banir pessoas com "discursos sexistas e comportamentos machistas".

Em carta aberta publicada pela Vice-presidente de comunicação e marca da empresa, Rosette Pambakian, pessoas que usam discursos considerados desrespeitosos foram chamadas de “porcos machistas” e “babacas incapazes de superar suas ineptidões tempo suficiente para ter uma conversa decente com outra pessoa no Tinder”.

Ela usa o caso de um homem chamado Nick para ilustrar essa política. O rapaz foi banido da plataforma depois que uma mulher publicou conversa no app em que ele a chamava de “vadia” e a insultava de diversas maneiras quando parou de responder às suas mensagens.

De acordo com Rosette, a política da empresa “não tolera desrespeito” e seus funcionários trabalham “todos os dias para livrar nosso ecossistema de parasitas como você”.

Publicado no chamado mês da mulher, em referência ao Dia Internacional da Mulher (8/03), o texto ainda diz que “mais e mais mulheres estão se tornando empreendedoras e líderes empresariais de sucesso” e que têm “poder” para manter pessoas como Nick fora desse mundo.

Tinder
(Divulgação)

Contato