Em minhas-financas / economize-dinheiro

Brasileiro não sabe lidar com o próprio dinheiro, diz pesquisa

85% da população faz compras sem planejamento e 74% não possui qualquer investimento fixo

SÃO PAULO – O consumidor brasileiro não sabe lidar com o próprio dinheiro, segundo revela pesquisa divulgada nesta quarta-feira (27) pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito).

De acordo com o estudo, 85% da população faz compras sem planejamento e 74% não possui qualquer investimento fixo, nem mesmo caderneta de poupança. Para o SPC Brasil, é necessário aumentar o nível de consciência financeira do brasileiro, visto que a combinação de fatores como o atual cenário econômico nacional e social, alta empregabilidade, aumento da renda média e amplo acesso ao crédito fez emergir uma nova classe média e consequentemente um novo padrão de consumo.

“Daí surge a importância da educação financeira como forma de contribuir ativamente para aumentar o nível de consciência financeira, reduzindo a inadimplência e possibilitando um mercado mais transparente e com vantagens para todos que utilizam o crédito”, alerta a economista da instituição, Ana Paula Bastos.

Compras
Quando analisado somente os hábitos de compra do consumidor brasileiro, o levantamento mostra que 54% realizam compras sem planejamento esporadicamente, 24% frequentemente e 7% sempre. Apenas 15% dos entrevistados disseram nunca fazer compras não planejadas.

Já quando envolvem fatores emocionais, quatro em cada dez entrevistados admitem fazer compras por impulso em momentos de ansiedade, tristeza ou angústia, sendo a ansiedade por um evento que se aproxima (festas, jantares e viagens, por exemplo) é o que mais motiva os consumidores das classes A e B que compram movidos por impulso; e a baixa autoestima o que mais impacta os consumidores das classes C e D.

“Na busca pelo prazer imediato ou para exibir um estilo de vida que não condiz com a própria renda, o comprador se alivia momentaneamente sem se importar com o futuro do próprio bolso”, diz Ana Paula.

Parcelamento
Ainda observando o momento da compra, apesar do brasileiro ter um comportamento considerado maduro ao pedir desconto nas compras à vista (hábito de 85% dos consumidores), na hora de fazer compras a prazo ainda há o que aprender.

Isso porque, diz o estudo, a maior parcela dos consumidores (37%) só analisa se o valor mensal da parcela cabe no bolso e não leva em consideração a taxa de juros embutida no financiamento. “Esse comportamento é ainda mais marcante nas classes C e D porque são consumidores que estão aprendendo a lidar com o crédito e que têm costume de fazer compras, principalmente as de maior valor, parceladas”, explica a economista.

Sem poupança
Outro ponto que mostra a imaturidade do brasileiro em relação às finanças é o fato de 74% dos entrevistados pelo SPC admitirem não possuir qualquer tipo de investimento fixo como a caderneta de poupança.

“Apesar de a pesquisa apontar que 72% dos entrevistados se considerem aptos a fazer administração das finanças de casa, o que se percebe é que o brasileiro não tem noções básicas de orçamento doméstico e não sabe lidar com o próprio dinheiro”, afirma a especialista.

Em uma situação hipotética de perda total das fontes de rendimentos, 30% dos consumidores dizem que não conseguiriam manter o atual padrão de vida nem por um mês, enquanto que 35% conseguiriam mantê-lo de um a três meses.

empty pocket

Contato