Em minhas-financas / consumo

Datafolha: 87% dos brasileiros apoiam greve dos caminhoneiros, mas não querem pagar a conta

Pesquisa foi divulgada nesta quarta-feira (30) e mostra a opinião dos brasileiros acerca da paralisação dos caminhoneiros

Greve
(Fernando Frazão/Agência Brasil)

SÃO PAULO - A Pesquisa Datafolha, divulgada nesta quarta-feira (30) mostrou que 87% dos brasileiros apoiam a paralisação dos caminhoneiros e sua continuidade, mas o mesmo número de entrevistados rejeita os cortes no orçamento e o aumento de impostos para atender às reivindicações dos sindicalistas. 

Das 1,5 mil pessoas entrevistadas pela pesquisa, 87% aprovam a greve, que já dura 10 dias, 10% são contrários, 2% se dizem indiferentes e 1% não souberam opinar. Além disso, 56% dos entrevistados acham que a paralisação deve continuar, enquanto 42% pedem pelo seu fim. A margem de erro do levantamento é de três pontos para mais ou para menos. 

Apesar de apoiarem o movimento, a pesquisa mostrou que o brasileiro não concorda em ser penalizado com o aumento de impostos e corte de gastos federais para atender às reivindicações dos caminhoneiros. Apenas 10% dos entrevistados aprovam as medidas anunciadas, contra rejeição de 87%. Segundo os entrevistados, as medidas vão favorecer empresários e caminhoneiros, prejudicando a população.

Com relação à condução da negociação, 6% dos ouvidos aprovam e 77% desaprovam. Para 16% ela foi regular e 2% não souberam avaliar. A pesquisa também mostrou que para 96% dos brasileiros, o presidente demorou para negociar, enquanto 3% acreditam que ele fez no momento certo. 

Ao serem perguntados sobre os impactos da greve, 53% relataram ter tido problemas para abastecer o automóvel, com 37% relatando ter tido muita dificuldade. O desabastecimento de alimentos, porém, ainda não é percebido, segundo mostrou o levantamento. Dos entrevistados, 51% relataram ter deixado de fazer atividades por conta da paralisação, contra 49% que mantiveram a rotina. 

Não quer deixar o seu dinheiro parado? Invista. Abra uma conta na XP

Contato