Em minhas-financas / consorcios

Consorciados contemplados têm diversificado o uso dos créditos, diz Abac

Participante tem utilizado o crédito para serviços relacionados à consultorias diversas, mecânica automotiva e telecomunicações

SÃO PAULO - Os consorciados do segmento de serviços têm utilizado os créditos de suas cotas em novas situações e oportunidades. É o que revela o levantamento divulgado pela Abac (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios).

A pesquisa mostrou que além dos serviços mais procurados nos cinco anos de existência, como festas e eventos e turismo, serviços residenciais e educação e procedimentos médicos, o participante tem utilizado o crédito para serviços relacionados à consultorias diversas, mecânica automotiva e telecomunicações.

“Face à sua versatilidade [dos consórcios], torna-se fácil a sua utilização em diversas ocasiões, propiciando desde realizações pessoais até a solução de problemas residenciais e com veículos automotores. Porém, a criatividade vem registrando novas oportunidades, mostrando-se útil, econômico e com prazos mais longos para pagamento”, afirma Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da Abac.

De acordo com a associação, os consorciados contemplados têm diversificado o uso planejado dos créditos. Nos residenciais, entre os serviços mais utilizados estão os de arquitetura, churrasqueira, eletricidade, hidráulica, manutenção e tratamento de piscinas, marcenaria, paisagismo, pintura etc.

No demais setores, os focos estão em procedimentos médicos, casamentos, formaturas, viagens, cursos. Outros os serviços estão em advocatícios, assessoria financeira, aulas particulares, curso de autoescola, desenvolvimento de sistemas, estofamento, fotografia, informática, locação de veículos, mecânica, mudanças, pintura de veículo, segurança, telecomunicações, terraplanagem, treinamento etc.

Em simulação considerando o valor médio de R$ 8.500,00, em prazo médio de 36 meses, observa-se que a parcela inicial é de R$ 281,59 para contratar essa categoria de consórcio, com uma taxa média de administração de 0,535% ao mês.

Do levantamento feito com administradoras associadas que atuam nesse setor, observou-se que entre as novas cotas comercializadas, o prazo médio foi de 36 meses e créditos variando de R$ 5.000,00 a R$ 24.000,00, predominando uma procura média por R$ 8,5 mil.

Contato